Durante briga, arma de policial penal dispara e atinge sogro, que morre no hospital

Um homem de 42 anos,  identificado como Claiton Júnior Ribeiro da Silva, policial penal,  foi preso,  no início da noite de sábado (26), após disparar sua arma acidentalmente contra  sogro,  identificado como Herivaldo Pinto de Souza, 59 anos, durante uma confusão em frente de um estabelecimento comercial na Avenida Rogério Weber, no centro.

A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência de desentendimento  e vias de fato (briga).

Em contato com uma das partes envolvidas, esta  informou que frequentemente ocorrem discussões com comerciantes vizinhos a respeito de captação de clientes.

No  final da tarde, começou uma discussão com os proprietários do restaurante ao lado, cujo responsável pelo local é um policial penal. A  discussão foi ganhando proporções e os envolvidos  entraram em luta corporal, que envolveu pelo menos cinco pessoas.

Claiton, o policial penal,  sacou sua arma  e passou a advertir as pessoas que se afastassem ou atiraria . O sogro entrou na frente para tentar evitar que os disparos. Neste momento,  ao  baixar a arma,  esta disparou,  acertando o abdômen da vítima.

Segundo a ocorrência, o policial teria afirmado que  se o sogro morresse,  mataria  todos, e socorreu Herivaldo  até a emergência do hospital João Paulo II.

Posteriormente, o  policial penal se apresentou aos militares e contou que um dos donos de um dos estabelecimentos começou a gritar que ‘‘estava para o crime’’ e que ‘‘estava doido para fazer besteira’’.

O policial perguntou se estava se dirigindo a ele, momento em que o homem partiu para cima,  tentando agredi-lo,  afirmando:  ‘‘você é um policial de merda’’; ‘‘vocês são tudo vermes’’.

Ainda de acordo com a versão do atirador, na confusão alguém teria tentado tomar sua arma, que  disparou, atingindo o sogro.

O policial  e sua esposa afirmaram que no bolso da vítima havia uma quantia de aproximadamente R$4.000,00 (quatro mil reais), fruto do lucro do restaurante, porém, nada foi encontrado.

Herivaldo morreu no hospital e seu genro foi encaminhado à Central de Flagrantes.

Fonte: Tudorondonia

Facebook Comments