DUPLA ENFRENTA ENCHENTE DE GUAJARÁ A PORTO VELHO DE MOTO SÓ PARA VER DILMA E PEDIR SOCORRO

ewertonOs amigos Ewerton Spyke e Bruno Oliveira acabaram de chegar em Porto Velho, depois de enfrentar, em duas motos, uma Bros e uma XRE (Honda) uma viagem de mais de nove horas. Como a BR 425 está fechada, eles fizeram o percurso através da Linha 29-B (União Bandeirantes), enfrentando um verdadeiro rally. Enfrentaram atoleiros, água acima da cintura e muita, muita correnteza.

A dupla enfrentou um verdadeiro rally de Guajará a Porto Velho
A dupla enfrentou um verdadeiro rally de Guajará a Porto Velho. Clique na foto para ampliar.

“Pense num rally louco de nove horas de duração! Começamos no Lage (rio) próximo a Nova Mamoré. Passamos com água até um pouquinho acima do joelho. Detalhe,  temos motos altas Depois seguimos para a linha 28. Em alguns locais tínhamos de manter cuidado e  muita atenção pois havia muita lama. Muita lama mesmo! Depois que chegamos, já puxamos o bonde direto pra União Bandeirantes.  Lá encontramos um monte de caminhoneiros e pessoas esperando pra passar desde ontem, pois veículos muito pesados não podiam passar e alguns veículos pequenos também. Para nossa sorte a passagem de motos tá liberada. Seguimos viagem, chegamos em União Bandeirantes  depois de colocar um óleo na corrente e aperta-la. Seguimos viagem. A estrada estava boa. Chão batido, um barro aqui outro ali, mas, nada que preocupasse. Depois de muito tempo chegamos a BR-364. Seguindo viagem chegamos em Jac-Paraná.  Chegamos na saída de Jaci para Porto Velho e nos deparamos com um rio enorme cortando a BR por mais ou menos 4 km e nele pessoas indo de barco de um lado a outro ao longo da BR. Logo conseguimos passar pagando pra atravessar num guincho. Seguimos em comboio de mais ou menos seis caminhões carregando cada ,um carro e uma moto. Muito louco tudo isso. Enfim, conseguimos chegar ao outro lado, pagamos e seguimos viagem ate Porto Velho. A viagem valeu porque pudemos ver a situação das estradas”, descreveu Ewerton Spyke.

Clique na foto para ampliar
Clique na foto para ampliar

Dentre os objetivos da viagem, digo, da aventura, é tentar chegar até a presidente Dilma Rousseff, para pedir socorro para Guajará-Mirim. Bruno que é empresário do ramo de entretenimento, passou a semana organizando e participando de manifestações (SOS Guajará). O município está isolado há um mês. Dono de um bloco de carnaval, teve que cancelar o desfile por causa da enchente.

Sem saber que a presidente viria a Rondônia (ela vai sobrevoar Porto Velho neste sábado), Bruno postou no Facebook que Dilma precisaria saber o que estava acontecendo em Guajará-Mirim. “Acho que os políticos em Brasilia nao estão levando a sério a nossa real situação em Rondônia e principalmente Guajara Mirim e Nova Mamore que estamos isolados há quase um mês”, disse. Em outro post, Bruno protestou: “Mais uma vez Guajará-Mirim e Nova Mamore e Linha 28 no Jornal Nacional. Será que a presidente Dilma não viu? Será que a presidente Dilma não viu que a nossa situação tá feia? Pô, passa toda hora (no Jornal Nacional) e ela ainda não viu?”. A presidenta Dilma Rousseff sobrevoará amanhã (15), às 9h30, áreas atingidas pela cheia do rio Madeira, em Rondônia, de acordo com informação da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

Fonte: Maisro.com

Facebook Comments