Doce mel de Novo Horizonte brevemente será exportado

Bisnagas do Apis Mel, às vésperas da exportação em Rondônia
Bisnagas do Apis Mel, às vésperas da exportação em Rondônia
Bisnagas do Apis Mel, às vésperas da exportação em Rondônia

Com uma produção anual de 3,5 toneladas de mel de abelha, a agroindústria Apis Mel, sediada no município de Novo Horizonte do Oeste (10,2 mil habitantes), a cerca de quatrocentos quilômetros da capital do estado, pretende ampliar negócios com o apoio do Governo do Estado, a partir de 2015.

O projeto das agroindústrias do mel na região da Zona da Mata tem recebido apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), a mesma que também dá orientações técnicas aos cafeicultores.

Como estratégia de fomento da atividade, o Governo Estadual possibilita também a aquisição de equipamentos para as agroindústrias legalmente estabelecidas. Segundo dados da Emater, na região da Zona da Mata – Rolim de Moura, Alta Floresta, Santa Luzia, Novo Horizonte e Nova Brasilândia – funcionam 25 agroindústrias do mel, das quais, 18 devidamente legalizadas. Elas podem produzir e exportar, porém, no momento, apenas sete vêm se habilitando a fazê-lo.

Segundo o IBGE, o Produto Interno Bruto local é de R$ 103,2 milhões; a renda per capita (por cabeça), R$ 10,3 mil; e o índice de desenvolvimento humano, 0,707, considerado alto.

mel

Segundo o proprietário da Apis Mel, José Carlos Rubin, 68 anos, há mais de 20 na atividade, algumas dificuldades ainda impedem a melhoria do setor melífero.

Em Rondônia existem limitações comerciais,  falta de conscientização a respeito da importância do cooperativismo e associativismo por parte dos apicultores, deficiência da estrutura administrativa, carência de treinamentos, canais alternativos de comercialização, distribuição pouco explorada e falta de marcas próprias.

Confiante nos compromissos governamentais, Rubin tende fazer sua empresa crescer. “Quero ampliar as fronteiras do meu negócio”, ele diz.

Atualmente, a produção de mel de Rubin é vendida dentro do próprio estado de Rondônia, nos municípios de Cacoal, Ji-Paraná, e Presidente Médici. De acordo com o IBGE, o Produto Interno Bruto local é de R$ 103,2 milhões; a renda per capita (por cabeça), R$ 10,3 mil; e o índice de desenvolvimento humano, 0,707, considerado alto.

Fonte
Texto: Cleuber Pereira e Aristides Araújo
Fotos: Aristides Araújo

Facebook Comments