No início do segundo semestre, muitos estudantes iniciam seus cursos superiores e logo se interessam pela conquista de um estágio. Aí vem a primeira dúvida: como um estudante com pouca ou nenhuma experiência profissional pode montar um currículo interessante? Com base na experiência do CIEE, que em 52 anos encaminhou 16 milhões de estudantes para estágio, a dica é valorizar aspectos como atividades extracurriculares e voluntariado, lembrando sempre que a escolaridade, nesse caso, é o quesito que menos importa, pois os concorrentes serão muito parecidos.
“Para não errar, a recomendação é dividir o currículo em quatro partes. Na primeira, o cabeçalho, que deve incluir os dados pessoais (nome, endereço, telefone, e-mail). Na segunda, detalhar a formação acadêmica (escola, curso e ano). Na terceira, relatar experiências práticas (se tiver, claro), sempre da mais recente para as antigas. Na quarta e última parte, adicionar informações, como conhecimento de idiomas e de informática, trabalho voluntário, práticas esportivas, etc. Para fechar, não é preciso assinar, basta colocar o mês e o ano”, ensina Rosa Maria Simone, supervisora de Educação Continuada e EaD do CIEE.
De acordo com ela, uma boa estratégia para impressionar favoravelmente o recrutador é relacionar as informações do currículo com o estágio pretendido e a empresa. Como quase todos os estudantes têm pouca experiência laboral, é melhor citar as características de comportamento que diferenciem o candidato, como prêmios recebidos e atividades extraclasse. Por exemplo, atuação em diretórios acadêmicos (ter sido representante de turma mostra capacidade de negociação e relacionamento interpessoal) ou prática de esportes (indica disciplina, persistência, habilidade de atuar em equipe) contam pontos.
Além disso, é importante atentar para estética e revisão do currículo, que não deve ter erros gramaticais. É recomendável ter cuidado na hora de enviar o documento pela internet. Ele deve ser endereçado para a empresa na qual o jovem tenha real interesse. “É desaconselhável enviar uma apresentação com a lista de destinatários visível, especialmente se for uma relação de setores de recursos humanos de diversas companhias”, alerta Rosa.
Para terminar, a recomendação mais importante: dizer sempre a verdade. Se o currículo for selecionado, todas as informações nele contidas serão checadas e um dado falso pode destruir qualquer possibilidade de conquista da vaga.
O que acha de desenvolver uma pauta sobre o assunto? Podemos indicar fontes de primeira linha para ilustrar a matéria.

Sobre o CIEE

Desde sua fundação, há 52 anos, o CIEE já encaminhou 16 milhões de estudantes para estágio e aprendizagem em empresas e órgãos públicos parceiros. O contingente de estagiários é maior do que a população da cidade de São Paulo. A marca confirma o reconhecimento da eficácia do estágio e da aprendizagem em duas importantes frentes: capacitação prática dos jovens para o mercado de trabalho e fonte de recrutamento de novos talentos. O CIEE também desenvolve diversas ações de assistência social, com total gratuidade aos beneficiados e destinadas, em especial, a segmentos em situação de vulnerabilidade social como: Programa de Educação à Distância, Inclusão de Pessoas com Deficiência, Alfabetização para Adultos, Desenvolvimento Estudantil e Profissional, Orientação e Informação Profissional, Orientação Jurídica Gratuita à População Carente (Projur), Cursos Gratuitos de Informática, Ciclos de Palestras, Concursos Literários e Feira do Estudante – Expo CIEE.

 
Facebook Comments