Alexandre Dartiballi e o policial militar sargento Leo Ferreira não são mais candidatos

JI-PARANÁ- O deputado estadual Eyder Brasil (PSL), candidato a prefeito de Porto Velho, intervém no partido em Ji-Paraná, cancelando o que foi decidido em convenção municipal semana passada. No dia 11, o PSL aprovou o candidato ao Palácio Urupá o empresário Alexandre Dartiballi, e como vice, o policial militar sargento Leo Ferreira. O PSL vai apoiar o deputado Johnny Paixão, do Republicanos.

De acordo com o site Comando 190, a chapa do PSL  puro sangue, encabeçada pelo empresário Alexandre Dartiballi e o policial militar Sgt Leo Ferreira, “foi vencida pela velha política e estão fora das eleições municipais de Ji-Paraná.

Derrubados pelo próprio partido PSL, Alexandre Dartiballi e o Sgt Leo Ferreira, emocionados, gravaram um vídeo explicando melhor o que aconteceu e dando uma resposta à sociedade ji-parananse”, diz o 190.

O caso repercutiu muito nas redes sociais, que, por decisão do presidente estadual do PSL, Eyder Brasil do Carmo, foram excluídos dois nomes fortes para concorrer à Prefeitura de Ji-Paraná. Um golpe interno contra eles mesmos.

Nas redes sociais

Pelas redes sociais e whatsapp, internautas reagem veementemente contra Eyder Brasil:

“Presidente do PSL em Rondônia, deputado estadual Sargento Eyder Brasil está vendendo o partido para fazer caixa em sua campanha a Prefeito em Porto Velho/RO.
Em Ji-Paraná, dissolveu a candidatura de Alexandre Dartiballi e Sgto Leo Ferreira para apoio a Chapa de Jhony Paixão – REPUBLICANOS.
O Presidente Estadual do PSL em busca de poder, comercializa o Partido em Rondônia, dissolvendo candidaturas já formadas e aprovadas em convenção.
A atitude covarde, desleal e criminosa do Presidente Estadual, suprime a vontade popular dos candidatos e tem causado muita indignação em todo o estado de Rondônia.
Encaminhe e-mail e ligue para o Presidente Nacional do PSL, Luciano Bivar e denuncie.
E-mail: dep.lucianobivar@camara.leg.br
Tel: (61) 3215-5215″.

O circo está pegando fogo em Ji-Paraná.

Facebook Comments