O desbarrancamento das margens do rio Madeira, processo conhecido como “Terras Caídas”, comum essa época do ano em Porto Velho, tem oferecido riscos a empresas instaladas nas proximidades do rio e a comunidades ribeirinhas.

Parte dos bairros Nacional e Belmont estão sendo atingidos, assim como as comunidades do Baixo Madeira. Algumas empresas já deixaram os local e um dos pontos cerca de 8 metros de barranco já cederam.

Segundo o gerente de operações da Defesa Civil, Rogério Félix, a tendência é que a situação piore, e ele pede que a população respeite as marcações feitas pelo órgão.

“Quando começar agora a encher, que a água vem dos dois lados, ela começa a bater nesse barranco e a tendência é cair mais. Agora está baixo, quase não está batendo no barranco, mas ela vai começar a subir. Onde nós tínhamos marcado, já arrancaram a fita. A gente quer comunicar à comunidade que não ultrapasse esses limites porque é justamente onde há o risco de desabamento”.

A Defesa Civil está monitorando os locais mais críticos e orientando os moradores e empresários que podem ser afetados em breve.

Fonte: G1

Facebook Comments