Ministro da Justiça: só agiremos se houver mais mortes
Ministro da Justiça: só agiremos se houver mais mortes
Ministro da Justiça: só agiremos se houver mais mortes

“Obviamente que a situação é gravíssima, com mortes, mas vamos ver se persiste ou não e, a partir daí, tomar as medidas necessárias. Não foi pedido [o reforço da Força Nacional] porque foi uma situação pontual. Vamos verificar a questão penitenciária”, disse Alexandre Moraes ao comentar sobre a morte de oito apenados em Porto Velho.

Só o fato de a Penitenciária Ênio Pinheiro sofrer com a superlotação já seria um motivo plausível para o ministro tomar uma atitude.

Com capacidade para 400 detentos, cerca de 700 estavam presos no local. Para o ministro de Temer, o que ocorreu no Ênio Pinheiro foi um caso isolado, pontual.

Facebook Comments