Léo Moraes e Hildon Chaves: debate tenso
Léo Moraes e Hildon Chaves: debate tenso
Léo Moraes e Hildon Chaves: debate tenso

Se houve um vencedor no debate realizado ontem na TV Rondônia foi o telespectador eleitor, que pode ver e ouvir de perto e ao vivo as propostas dos candidatos Hildon Chaves (PSDB) e Léo Moraes (PTB).

O encontro foi tenso e ambos saíram do estúdio cantando vitória. O debate teve altos e baixos. Pelo lado de Hildon, o candidato foi ao ´ltimo debate embalado pelo agigantamento da campanha no segundo turno. Crescimento atestado pela última pesquisa do Ibope divulgada no início da noite desta sexta-feira (28), poucas horas antes do encontro decisivo transmitido pela afiliada da Rede Globo em Porto Velho. O candidato a prefeito Hildon Chaves obteve um resultado surpreendente no confronto entre os dois candidatos finalistas. O resultado do Ibope que manteve o tucano na liderança da disputa com 24 pontos à frente (62 a 38), acabou por influenciar no debate.

Orientado pela assessoria, o candidato Léo Moraes foi mais light, priorizando as propostas mas não deixou de alfinetar o adversário. Correligionários de Léo afirmam que ele venceu o debate. Idem os apoiadores de Hildon, que acham que ele venceu o debate por mostrar mais segurança.

Os dois abordaram temas como regularização fundiária urbana e rural, conclusão de obras paralisadas, geração de emprego, investimento no agronegócio como alternativa de geração de emprego e renda, saneamento básico, combate à corrupção, segurança pública, iluminação pública, saúde, educação, esporte, lazer, cultura, enfim, uma série de temas que contribuíram para que o eleitor pudesse formar opinião sobre cada um dos candidatos.

COMO FOI O DEBATE

Durante uma hora, Hildon Chaves  e Léo Moraes apresentaram propostas como saúde, educação e segurança pública (o G1 acompanhou em tempo real o debate).

O debate foi dividido em três blocos em que os candidatos puderam fazer perguntas entre si. No primeiro e no terceiro blocos, o tema foi livre. Já no segundo o tema foi escolhido por sorteio. O programa foi apresentado pelo jornalista André Luiz Azevedo.

O primeiro a fazer pergunta no bloco de início, conforme estabelecido em sorteio ao vivo, foi Dr Hildon. O candidato perguntou a Léo o que ele pensa fazer para ajudar a questão do empreendedorismo da capital. Léo respondeu que licenciamento e cadastro único são algumas das iniciativas para atrair empresários na capital, pois, segundo ele, existe uma fila de espera para a emissão de alvarás. Segundo Léo, uma das maneiras de facilitar a autorização seria através da internet.

Na sequência do primeiro bloco, Léo perguntou sobre regularização fundiária a Dr Hildon. O candidato respondeu que o tema será prioridade no governo dele e que cidadão que não tem este documento está longe da cidadania. Ele quer resolver a questão fazendo parceria com os órgãos necessários. Segundo Hildon, a regularização precisa ser feita tanto na área urbana quanto rural. Para ele, a economia da cidade vai melhorar a partir da entrega do título aos donos de propriedade.

Já no segundo bloco do debate, Léo Moraes abrindo pergunta de terma determinado. O tema sorteado foi geração de emprego. Ele perguntou como o adversário fará para gerar emprego e renda na capital. Dr Hildon respondeu que inicialmente vai iniciar a regularização fundiária rural, pois ele acredita que a agronegócio e agricultura podem gerar renda no campo e este excedente será gasto na cidade e distritos.

Na sequência do 2° bloco, o tema sorteado foi comunidade ribeirinha. Dr Hildon mencionou que muitas famílias deixaram as casas após a cheia e perguntou o que Léo pensa sobre o assunto. Léo respondeu afirmando que os ribeirinhos não têm títulos definitivos e isso precisa ser feito, pois através da produção de alimentos as comunidades vão se fortalecer. O candidato disse também que muitos moradores saíram da região, mas outros querem ficar.

Ao entrar no terceiro e último bloco, Dr Hildon fez a pergunta de tema livre sobre saúde e quis saber o que o adversário pensava fazer sobre este aspecto. Segundo Léo, foi feito um monitoramento da gestão de 2010 a 2016 para gerar o programa Gestão Eficiente e assim contratar médicos. Ele quer dobrar o programa de saúde da família, quando o médico e a equipe de saúde vai na casa de cada morador. Hoje, segundo ele, são 83 agentes e ele quer chegar a 160. Com isso, a ideia é desafogar as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da capital.

Na sequência, Léo perguntou a Dr Hildon o que pensa a respeito do Plano Municipal de Alimentação Escolar, que ele considera importante. Hildon respondeu que a alimentação escolar não vai bem e é preciso integrar a alimentação com os produtores rurais. Ele acredita que assim que a prefeitura começar a adquirir os alimentos da área rural, os alunos serão melhor alimentados. Segundo o candidato, a educação de Porto Velho precisa de atenção e ele quer ir em cada escola ver a situação, até mesmo lanchando junto das crianças para ver o que falta.

 

Mais RO com G1 e assessorias

Facebook Comments