Prefeito de Porto Velho vai ter que decretar lockdown segunda-feira, 29

PORTO VELHO- O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), deve decretar lockdown na segunda-feira. O isolamento mais rigoroso é necessário tendo em vista o aumento exponencial de casos e de mortes na capital. Até ontem, 25, oficialmente, Porto Velho tem 11.435 e 334 mortes. Foram 542 novos casos e 10 mortes em 24 horas. O sistema de saúde da capital já está colapsado mesmo com a inauguração festiva de 10 leitos que já devem estar ocupados a esta hora.

O prefeito Hildon Chaves tem o apoio de várias entidades como Cremero (veja nota abaixo), MO, MPF, CUT, OAB, Ministério Público Estadual, Conselho Municipal de Saúde, Conselho Estadual de Saúde, e um estudo técnico-científico de dois doutores pesquisadores da UNIR. A rigor só é a favor da insanidade de manter tudo funcionando em plena fase de crescimento acelerado da pandemia do coronavírus o movimento empresarial capitaneado pela ACR e o Governador, além de algumas poucas igrejas que tiveram a irresponsabilidade de expor seus fiéis reabrindo templos. A Associação Comercial de Rondônia (ACR) emitiu nota afirmando ser contrária ao isolamento pois isso traria mais desemprego.

Nota do Cremero

 

SITUAÇÃO COMPLICADA PARA PORTO VELHO APONTA ESTUDOS

O Decreto Estadual nº 25.138 de 15/06/2020, que pôs fim ao isolamento restritivo (lockdown) e flexibilizou amplamente o funcionamento de comércios, Shopping e igrejas (fase II) completará 14 dias neste domingo (28) e as consequências dele começará a partir da próxima segunda-feira (29) e se estenderá pelas próximas semanas. Esse efeito retardado é consequência do período de incubação do coronavírus, de aproximadamente duas semanas.

Nos últimos 11 dias, de 15 a 25 de junho, os números de novos casos e mortes foram assustadores, porém se referem ao período de oito dias do Decreto do isolamento restritivo/lockdown e aos três últimos dias do Decreto anterior, nº 25.049 de 14/05/2020, que colocou Porto Velho na Fase I do chamado “Sistema de Distanciamento Social Controlado”.

Mesmo assim, o resultado destes 11 dias foi trágico: 6.308 novos casos em Rondônia, uma média diária de 573. Já o número mortes em todo Estado foi de 143, média de 13 ao dia. Deste total, 3.997 novos casos foram em Porto Velho, com média de 363 infectados por dia e mais 103 mortes, uma média de 9 ao dia.

Portanto, e infelizmente, a tragédia em Rondônia, principalmente na Capital, deverá aumentar muito a partir da próxima segunda-feira (29), quando começará a aparecer o resultado da liberação de comércios, Shopping e igrejas, ocorrida no último dia 15 e só deverá diminuir após um novo período de lockdown, que precisará ter duração mínima de 14 dias e uma rigorosa fiscalização.

Mais RO com informações de Reticências Políticas

Facebook Comments