Covid: Brasil receberá ao menos 3,9 milhões de doses até domingo (27)

O Brasil vai receber, até domingo (27), ao menos 3,9 milhões de vacinas contra a covid-19, o que devolverá um pouco do ritmo do PNI (Programa Nacional de Imunização), que bateu o recorde ao aplicar mais de 2,5 milhões de doses na última sexta-feira (18).

Depois da marca, as vacinações tiveram que ser suspensas em algumas regiões do Brasil pela falta de doses. Em São Paulo (SP), as pessoas de 49 anos, que deveriam ser vacinadas nesta terça-feira (22), tiveram a imunização adiada para quarta (23), com a expectativa de receber 188 mil doses do governo do estado para retomar a imunização deste grupo etário.

Além da capital paulista, Florianópolis (SC), Aracaju (SE), Campo Grande (MT) e João Pessoa (PB) também estão com a imunização suspensa devido à falta de doses. As cidades anunciaram que só aplicarão a segunda dose da vacina até a chegada de novos lotes.

Nesta terça-feira, o avião com o primeiro lote de vacinas da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson, chegou ao Brasil. O carregamento trouxe 1,5 milhão de doses do fármaco que garante a imunização após uma única aplicação.

Também nesta terça, o Brasil deve receber mais de 528 mil doses de vacinas da Pfizer. Será o primeiro dos três lotes da farmacêutica que chegarão esta semana no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). A remessa totalizará 2,4 milhões de doses até domingo.

“Essas entregas fazem parte do acordo firmado no dia 19 de março, que contempla a disponibilização de 100 milhões de vacinas ao país até o final do terceiro trimestre de 2021. Somadas aos lotes anteriores, mais de 13 milhões de doses terão sido entregues até o final dessa semana”, informou a farmacêutica.

Butantan

De acordo o Instituto Butantan, um novo lote de matéria-prima para a produção da CoronaVac chega neste sábado (26) com 6 mil litros do IFA (ingrediente farmacêutico ativo), “suficientes para produzir 10 milhões de doses”. “Ao todo, já foram entregues 52,2 milhões de vacinas ao PNI”, informou.

Até ficarem prontas, porém, não há previsão de novas entregas da vacina, produzida em parceira com o laboratório chinês Sinovac.

Fiocruz

Já a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) informou ao R7 que há previsão de entrega de doses a partir de sexta-feira (25), mas o quantitativo só será divulgado no dia.

Veja o cronograma de entregas

Terça-feira (22)
– 1,5 milhão (Johnson)

– 528.840 (Pfizer)

Quarta-feira (23)
Nada previsto

Quinta-feira (24)
936 mil doses da Pfizer

Sexta-feira (25)
Nada previsto

Domingo (27)
936 mil doses da Pfizer (compra do MS)

TOTAL
3.900.840 milhões

Atualização
A empresa aérea Azul divulgou na manhã desta terça-feira (22) que um voo comercial, vindo dos dos Estados Unidos, pousaria no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), na sexta (25), trazendo 3 milhões de doses de vacinas da Johnson. A empresa destacou que as doses foram doadas pelo governo norte-americano para ajudar na campanha de vacinação brasileira. Pouco depois das 14h, a companhia pediu desculpas, informando que as informações estão sendo checadas novamente pelas autoridades competentes.

Fonte: R7

Facebook Comments