Em importante ação estratégica para a segurança e para a saúde rondoniense, o Governo de Rondônia deu início nesta terça-feira (30), em Porto Velho, ao programa que vai treinar e especializar 10 homens do Corpo de Bombeiros Militar em atividades aéreas de salvamento, transporte de tropas, combate a incêndios florestais e no apoio para remoção e socorro de pessoas vítimas da pandemia do novo coronavírus, especialmente no baixo madeira.

O evento, que tem a parceira da corporação de Bombeiros do Distrito Federal, responsável pela instrução do treinamento e curso, foi aberto com ato na sede do Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar, sob os olhares do secretário da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), coronel José Hélio Pachá, do comandante do CBM-RO, coronel Demargli da Costa Faria, de outras autoridades do Estado e do completo staff do Grupamento Aéreo de Rondônia.

Entre teoria e prática, o curso terá duração de 15 dias e será ministrado por oito militares especialistas do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, entre pilotos, médicos e tripulantes, para um grupo de 20 alunos rondonienses, sendo 10 militares integrantes do Grupamento Aéreo do CBM-RO e cerca de 10 profissionais de saúde, entre médicos e enfermeiros também do Estado que, ao final, serão formados comandantes de aeronave helicóptero (modelo AS50 B, Esquilo), instrutores de pilotos, operadores táticos aéreos e especialistas em saúde (resgate).

Importa destacar que, conforme explicações do major Hugo Rios, comandante do Grupamento Aéreo de Rondônia, são muitas missões operacionais possíveis a cargo do Grupamento, entre elas as ações de combate a incêndios florestais e urbanas, transporte de tropa e materiais, defesa civil, e ações específicas de socorro público, principalmente no momento da crise sanitária provocada pela pandemia do novo coronavírus, em áreas de difícil acesso, como a região do baixo madeira, bem como outras missões próprias ao Corpo de Bombeiros Militar.

Fonte: Secom

Facebook Comments