Ano começa com mudanças para os serviços que ofereciam consultas de XML da NFes ou CTes por meio de chave de acesso

São Paulo, março de 2019 –  Desde 1º de janeiro, conforme determinações da  Secretaria da Fazenda (Sefaz) por meio dos ajustes Sinief 16/18 e Sinief 17/18, não é mais possível fazer consultas de Notas Fiscais em todo Brasil. Até o momento, cinco estados brasileiros se adaptaram às novas exigências: Alagoas, Amapá, Rondônia, Roraima e Tocantins. Nestas localidades, os serviços que ofereciam consulta de XML da NFe ou CTe por meio de chave de acesso estão indisponíveis sem o uso do certificado digital. Com essa nova regra, muitas empresas terão que se adequar e buscar soluções para não serem prejudicadas.

A determinação implica em uma mudança radical na rotina de empresas e contadores, já que agora não será mais possível consultar informações completas das notas fiscais, nem mesmo pelo site da Secretaria da Fazenda (Sefaz). Para suprir essa demanda que ficaria desassistida, a Arquivei, empresa que fornece plataforma de monitoramento, gestão e inteligência de documentos fiscais, desenvolveu uma solução gratuita para consultas de NFes e CTes com chave de acesso e sem a necessidade do certificado digital, o Arquivei Lite.

A ferramenta utiliza as vias oficiais, juntamente aos servidores do governo, para consulta e download de XML e DANFe. Também é possível baixar até 500 notas por mês gratuitamente, consultar todas as notas emitidas para o CNPJ da empresa e baixar/armazenar automaticamente as notas por cinco anos. Além disso, o Arquivei Lite busca diretamente do site da Secretaria da Fazenda as notas emitidas, evitando fraude e multas em casos de fiscalização por parte da Receita Federal.

Para conhecer mais sobre o Arquivei Lite, acesse: https://lite.arquivei.com.br/.

 

Sobre a Arquivei

A Arquivei é uma empresa que fornece plataforma de monitoramento, gestão e inteligência de documentos fiscais. Criada em 2014, surgiu para suprir uma dificuldade das empresas na gestão mais eficiente de seus dados fiscais. Com sede em São Carlos, interior paulista, a startup já atende mais de 80 mil empresas, com gigantes como McDonald’s, Riachuelo e C&A.

Facebook Comments