A possibilidade de novo estádio para a Capital foi discutida em reunião no Palácio

A possibilidade de novo estádio para a Capital foi discutida em reunião no Palácio
A possibilidade de novo estádio para a Capital foi discutida em reunião no Palácio

A situação do Estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho, foi discutida na segunda-feira (4) pelos representantes do governo do estado, prefeitura de Porto Velho, dirigentes de clubes  e o senador Valdir Raupp, no auditório do Palácio Presidente Vargas. A construção de um novo estádio em uma área junto à Escola Municipal Engenheiro Francisco Erse, conhecida como Colégio Padrão, é uma das possibilidades que serão verificadas junto à Caixa Econômica Federal nos próximos dias. O projeto denominado de Arena Porto Velho, além de estádio oficial para disputas de futebol, também terá espaço para outras modalidades esportivas, como pistas de atletismo.

Como o local anteriormente era destinado a uma vila olímpica, o secretário municipal de Esporte, Rafael Claros, disse que primeiro é necessário uma avaliação da equipe técnica da Caixa Econômica, detentora dos recursos, para posterior definição. Mas há grande expectativa de que o local possa abrigar o  novo estádio.

Porto Velho é a única Capital brasileira que não dispõe de um estádio dentro dos padrões da Confederação Brasileira  de Futebol (CBF). Por isso o número de clubes de futebol, que já somaram 16 agremiações, hoje se resume a dois: Moto Clube e Genus.

Para os responsáveis pelo futebol porto-velhense, a notícia de que  a Capital vai ter seu próprio estádio foi bem recebida. O coronel da reserva da Polícia Militar de Rondônia, Roberto Luís das Dores, que comanda uma escola de futebol sub 18, destacou que há estudos que comprovam a viabilidade do futebol, seja na forma econômica, gerando uma massa empregos diretos e indiretos; e no campo social, que desvia do caminho da marginalidade uma grande contingente de crianças e adolescentes.

De acordo com o vice-governador, Daniel Pereira, uma equipe vai ao Tribunal de Contas para verificar a possibilidade de o estado se tornar parceiro dos clubes, não só de Porto Velho, mas de toda a Federação, e estabelecer participação igualitária até que os clubes possam caminhar sozinhos.

O senador Valdir Raupp disse que vai se esforçar  para  conseguir  direcionar recursos para o projeto de construção do estádio. “Porto Velho tem 600 mil habitantes e esse povo merece um estádio à sua altura”, argumentou.


Fonte
Texto: Alice Thomaz
Fotos: Daiane Mendonça
Decom – Governo de Rondônia

Facebook Comments