50 Reuniao Conder - Foto Marcelo Gladson 03
Confúcio Moura coordena a 50ª reunião do Conder.

O Conselho de Desenvolvimento do Estado de Rondônia (Conder) aprovou o investimento de R$ 4 milhões em equipamentos, mediante recursos do Fundo de Investimento e Desenvolvimento Industrial de Rondônia (Fider), para processamento de carne suína, atividade com potencial de crescimento para a unanimidade dos conselheiros, e que precisa de apoio porque hoje, segundo o governador Confúcio Moura, presidente do colegiado, 90% da carne vendida no mercado rondoniense é oriunda de outros estados.

“Queremos evitar a importação da carne de porco para cá. É grande a quantidade que entra de outros estados, como Santa Catarina. Produtores de Colorado do Oeste e de outras regiões têm se ressentido disso, precisamos mudar essa realidade”, disse o governador Confúcio Moura. A pedido dele, representante da Emater destacou a importância dessa atividade na agricultura familiar, geradora de empregos, observando que se não houver inventivo, Rondônia continuará comprando carne suína de fora.

Realizada na manhã desta segunda-feira (9), a 50ª reunião do Conder, que passará a funcionar com quinze membros efetivos – passam a compor o colegiado os representantes do Sebrae, Assembleia Legislativa e Secretaria do Desenvolvimento Ambental (Sedam), até aqui membros convidados – constou de pauta com doze itens, todos aprovados.

O investimento de R$ 4 milhões em equipamentos para indústria de abate e processamento de suínos é um incentivo para o setor. O Conder autorizou chamamento público para que associações de produtores rurais se candidatem ao projeto, comparecendo com investimento de outros R$ 4 milhões para infraestrutura.

50 Reuniao Conder - Foto Marcelo Gladson 04O superintendente de Desenvolvimento (Suder), Basílio Leandro, explicou que os equipamentos a serem adquiridos com os recursos oficiais serão entregues à entidade que se dedicará à atividade de processamento em regime de comodato. Depois desse prazo, os equipamentos serão incorporados aos bens do empreendedor. Conforme avaliação feita pela Suder e Secretaria de Finanças (Sefin), em seis anos o Estado recuperaria em impostos o investimento feito.

A medida mereceu registro por parte do superintendente do Banco da Amazônia (Basa), Edmar Souza Bernaldino: “O Basa defende essa atividade, precisamos avançar na cadeia produtiva. É notório o espaço existente para isso acontecer. Há recursos do FNO (Fundo Constitucional Norte) para essa atividade, com certeza vamos apoiar”.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), Marcelo Tomé, disse que qualquer atividade que gere a verticalização da produção e agregue valor à cadeia produtiva em Rondônia tem apoio da federação.

Representante da Assembleia Legislativa, o deputado Aelcio da TV se manifestou favorável a essa iniciativa, parabenizando o Conder pelo trabalho que vem realizando e pela preocupação com a produção de carne suína, “que tem muita possibilidade de crescimento no mercado”.  O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Maurão de Carvalho, participou de parte da reunião.

Saiba mais:
Conder aprova isenção para instalação de indústrias em municípios de Rondônia
Lei de incentivo fiscal para instalação de empresas em Rondônia completa 10 anos; veja como obter incentivo
Conselho de Desenvolvimento aprova recursos para desenvolver cafeicultura em Rondônia com foco na melhoria da qualidade


Fonte
Texto: Mara Paraguassu
Fotos: Marcelo Gladson
Secom – Governo de Rondônia

Facebook Comments