Em pronunciamento na terça-feira (27), o senador Confúcio Moura (MDB-RO) fez uma retrospectiva das notícias recentes no Brasil a respeito da dramática situação de saúde pública causada pelo coronavírus e lamentou a subnotificação dos casos.

O parlamentar disse que o mundo foi pego de surpresa com esta doença que atormenta o povo e o coloca numa situação de fragilidade profunda diante dos fatos. Confúcio Moura alegou que pode perceber, como médico, a subnotificação. “Os números evidenciados como oficiais não expressam a verdade dos fatos”, lastimou.

“O número de mortos com causa ignorada, que morrem em casa, na porta dos hospitais ou dentro dos táxis e das ambulâncias é muito grande”, disse o Senador, reafirmando que há quem diga que é possível multiplicar os números informados por dez, justamente porque o país não está fazendo os testes.

Presidente da Comissão Mista que fiscaliza a execução orçamentária e os gastos do Governo Federal no combate ao coronavírus, Confúcio Moura disse que o Brasil é o país que menos está praticando a testagem no mundo, e questionou: “como é que nós podemos estar falando a verdade? Como é que nós podemos confiar nesses dados?”, arguiu.

Confúcio Moura pediu ao presidente da Casa, senador Davi Alcolumbre (DEM/AP), que consolide todos os projetos propostos pelos parlamentares neste período emergencial, e disse que é importante apensar os projetos.

Facebook Comments