COMO PREVENIR ACIDENTES DE INTOXICAÇÃO NA SUA CASA?

0
500


nuk2O espírito explorador e destemido dos nossos pequenos faz com que eles se exponham a muitos riscos. As intoxicações por produtos tóxicos em crianças infelizmente continuam sendo frequentes, principalmente em crianças pequenas que tem o hábito de levar tudo à boca.

Qual a idade acometida por este tipo de acidentes?

A grande maioria dos casos de intoxicação ocorre em crianças menores de 5 anos e quase sempre na própria residência. Geralmente, as intoxicações nessa faixa etária são acidentais e passíveis de prevenção, decorrentes de situações facilitadoras, das características peculiares às fases de desenvolvimento da criança e do pouco cuidado com as medidas preventivas. Após essa faixa etária, há uma diminuição dos casos, que tornam a aumentar na adolescência, sendo nessa fase muitas vezes de caráter intencional.

Quais são as substâncias que provocam estes acidentes e como eles ocorrem?

Nossos filhos podem se intoxicar por várias substâncias, sendo os medicamentos os mais frequentes, e mesmo os que não são de uso controlado podem ser muito perigosos para a saúde dos pequenos. Além de medicamentos, produtos de uso domiciliar como os de limpeza, os inseticidas, raticidas, e os produtos agrícolas podem ser importantes vilões nesse mundo de descobertas. Algumas plantas quando ingeridas também representam perigo.

Entre os medicamentos, destacam-se os antitérmicos, descongestionantes nasais, antialérgicos, antigripais, sedativos, antidepressivos, além de medicamentos para asma, diabetes e hipertensão arterial.  A ingestão por uma criança de um medicamento usado habitualmente por um adulto para febre ou para desobstruir o nariz pode trazer sérias consequências ao pequeno bebê.

Os produtos domésticos, principalmente, podem provocar intoxicações por ingestão, inalação e contato com pele e olhos.  Os mais perigosos são a soda cáustica e o hipoclorito de sódio manipulado (não industrial), pelo seu poder altamente corrosivo e não devem ser adquiridos ou mantidos em casa. Os solventes podem ser inalados e provocar danos sérios ao sistema respiratório da criança. Todos esses produtos devem ser armazenados em local fora do alcance das crianças.

Outros produtos domésticos como álcool, esmalte de unha, desodorantes, perfumes, antisséptico bucal, acetona, entre outros, são comuns nos domicílios e devem ser mantidos em locas inacessíveis às crianças.

Entre os raticidas, os dicumarínicos como o “chumbinho”, provocam sangramentos e podem ser fatais.  Cuidado com plantas em sua residência ou em outros locais acessíveis à criança, com especial atenção para a planta chamada “comigo ninguém pode”, que provoca lesões em lábio, boca e esôfago com dor e inchaço.

Recentemente muitos casos graves, inclusive com óbitos, têm sido relatados devido à ingestão de pequenas baterias em forma de disco, pela alta chance de levar à sangramentos e perfurações. Essas baterias são muito comuns em brinquedos eletrônicos. Pela geração de corrente elétrica local, essas lesões podem ser muito rápidas e a bateria, quando ingerida, tem que ser retirada o mais rapidamente possível (geralmente por procedimentos endoscópicos).

A importância da prevenção!

A redução das mortes e lesões por intoxicações estão diretamente relacionadas às medidas preventivas e educativas como, por exemplo, a obrigatoriedade de embalagens de medicamentos com tampas invioláveis, constantes campanhas de orientação através da mídia e criação de centros de controle de intoxicações.

Uma família atenta zela pela saúde dos seus pequenos e impede o acesso da criança a locais de risco, como lavanderias ou cozinhas, sem adequada supervisão. É muito importante que você mantenha todas essas substâncias longe do alcance da criança, nunca armazenando produtos potencialmente tóxicos em outros frascos como garrafas de suco ou refrigerantes, pois podem servir de atrativo para as crianças bebe-los.

Não se esqueça: prevenção é sempre o melhor remédio. Fique atenta em sua casa!

Marco Aurélio Safadi
CRM: 54792
Professor de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Coordenador da Equipe de Infectologia Pediátrica do Hospital Sabará.

Mais sobre a NUK: Presente no mercado desde 1956, a NUK ajuda a promover o crescimento saudável dos bebês com produtos seguros, simples e que estimulem seu desenvolvimento. A empresa foi fundada por dois renomados especialistas na Alemanha. A marca trabalha com uma equipe de especialistas nas áreas de pediatria, odontologia, nutrição e ciência para criar os melhores produtos para bebês no mundo todo.

A combinação da expertise médica da NUK e o conhecimento das mamães, maiores especialistas no assunto, faz com que os produtos sejam cuidadosamente projetados para estimular o desenvolvimento do bebê, com produtos inovadores, de fácil uso e excelente qualidade para auxiliar e beneficiar mães e bebês.

Acesse: www.nuk.com.br

Facebook: www.facebook/NUKBrasil

Instagram: @nukbrasil

You Tube: NukBrasilOficial

 

Facebook Comments