Com plano de governo copiado de tucano, Marcos Rocha foi beneficiado pelas fake news de Bolsonaro

0
862
Marcos Rocha, governador eleito


PORTO VELHO- Insípido, inodoro e incolor. Ou “tapuru”, como disse uma ativista social de Porto Velho. Esta é a definição do candidato ao governo de Rondônia, coronel Marcos Rocha (PSL), que foi para o segundo turno alavancado pela onda Bolsonaro. Onda não, bolha. Como se viu na mídia nacional, Bolsonaro foi inflado por uma onda de notícias falsas (fake news) que seus apoiadores espalharam pelo Brasil influenciando as eleições em todos os estados. Aqui em Rondônia não foi diferente.

Sem plano de governo e sem nenhuma expectativa, Marcos Rocha passou o primeiro turno anônimo. Só foi notado durante os debates porque o outro candidato coronel Charlon (PRTB) o acusou de improbidade e de perseguir servidores públicos.

De repente Marcos Rocha se viu no segundo turno. E agora? Sem plano de governo, não tinha nenhuma proposta própria de como iria governar Rondônia caso eleito.

Nesta semana descobriu-se o porquê do vazio de Marcos Rocha. O plano de governo que protocolou no TRE é falso. Melhor, foi copiado do então candidato à presidência da República, Aécio Neves (VEJA AQUI). Um plano de governo tucano, para enfrentar outro tucano, candidato ao governo de Rondônia, Expedito Júnior (PSDB). Expedito que passou para o segundo turno em primeiro lugar, apresentando o melhor programa de governo dentre todos os candidatos.

Além de um plano de governo falso, plagiado, Marcos Rocha passou para o segundo turno beneficiado pelas fake news que alavancaram a candidatura de Bolsonaro. Então, tudo nos candidatos do PSL soa falso.

Durante o debate de ontem na SIC TV (Record), o sorriso sarcástico de Marcos Rocha não saía do rosto dele. Sabia que durante o debate seria divulgada a primeira pesquisa do Ibope, que, com certeza, ele já tinha os números. Ao divulgar os resultados da pesquisa do Ibope durante o debate, Marcos Rocha mostrou todo o seu maquiavelismo, pois o intuito seria impactar o candidato Expedito Júnior, que não se abateu após saber que estava em segundo lugar.

Com com carinha de bom moço, Marcos Rocha substituiu o despreparo pela maldade, atacando o seu adversário com inverdades ou meia verdades, ocasionando uma revolta de Expedito Júnior que o chamou de mentiroso.

Se há um candidato injustiçado nestas eleições, esse tem nome, Expedito Júnior que fez uma campanha propositiva, em cima de propostas sérias e necessárias para Rondônia. Por outro lado, a ascensão de Marcos Rocha foi alavancada pelas fakes news e por apoios de políticos envolvidos em escândalos.

 

Facebook Comments