A ponte do rio Madeira, construída em Abunã, distrito de Porto Velho, ligando Rondônia ao Acre, teve o seu prazo para entrega mais uma vez alterado. A inauguração, prevista para março, passou para o mês de abril. Por enquanto sem um dia definido.

De acordo com reportagem assinada pelo jornalista Emerson Barbosa e publicada no site Newsrondonia, informação apurada do próprio Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), em Brasília, aponta atraso nos serviços finais do empreendimento. A obra que ainda faz parte do extinto Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-1) no governo Lula, apresenta custo superior a R$ 150 milhões.

A ponte vem sendo erguida desde 2014, quando teve sua pedra fundamental lançada.

A data de entrega havia sido anunciada, inclusive pelo próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido), durante viagem ao Acre em fevereiro.

“Estamos terminando este mês a obra e está na agenda do presidente. Ainda estamos aguardando a confirmação da data do Presidente”, afirmou o DNIT.

A ponte está em fase de pavimentação, sinalização, acabamento e drenagem. Na margem esquerda que leva ao Acre os serviços já foram finalizados.

Com aproximadamente 2 quilômetros de extensão, a ponte do Rio Madeira, é apontada como um importante modal rodoviário, principalmente para o Estado Acre, pois irá unir a região por estrada com o restante do Brasil pela Br-364. Além disso, o tempo de viagem até a capital Rio Branco será reduzido, em mais de meia hora, o que é gasto atualmente com a travessia por meio de balsa.

Fonte: Mais Rondônia

Facebook Comments