GUAJARÁ-MIRIM (RO)-A Covid-19 continua matando e assustando a todos. Duas mortes ontem e uma hoje de manhã, em Guajará-Mirim, além de mais duas em Porto Velho, ainda serão computadas no dia de hoje, elevando o número de mortes de 50 para 55 no mínimo.

A situação de Guajará-Mirim está caótica. O grande problema é a falta de equipamentos (EPI). Profissionais da saúde estão impedidos até de entrar na sala da Covid para tratar pacientes, por falta de equipamentos. Médicos e enfermeiros tiveram ontem um ataque de choro coletivo, após a morte de uma paciente. Eles estão se sentindo impotentes frente à tragédia.

A situação está tão crítica que ontem, quarta-feira (13), policiais militares foram chamados e compareceram nas dependências do Pronto Socorro do Hospital Regional de Guajará-Mirim, para atender a reclamação de uma funcionária que denunciava a falta de Equipamento de Proteção Individual.

A servidora pública de 22 anos, disse aos policias militares que durante o seu plantão não tinha equipamento de proteção individual, e sem essa proteção era inviável dar melhor assistência para os pacientes que estão no local (Hospital Regional) necessitando de cuidados médicos.

A mulher que chamou a polícia, ainda informou que a direção do Hospital estava ciente da falta de tais equipamentos, e isso deixou toda a sua equipe e os demais funcionários de plantão apreensivos devido à gravidade desta pandemia COVID 19, pois eles sabem que estão na linha de frente e com essa falta de equipamentos ficará mais fácil ser contaminados. Temendo o pior eles pediram providências, dos órgãos de fiscalizações do município, a ocorrência foi registrada por policias militares no inicio da noite desta quarta-feira.

Ontem, após apelos e denúncias nas rádios e em sites de notícias, o prefeito de Guajará-Mirim, Cícero Noronha (DEM), finalmente, começou a operação de desinfecção em toda a cidade para combater o vírus. Também ontem, a Secretaria Municipal de Saúde, através do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Ambiental/NUVEPA, informaram que foram notificados no dia 13.05.2020 06 pessoas suspeitas para (COVID-19), sendo 2 (dois) homens de 28 e 75 anos e 4 (quatro) mulheres de 28, 49, 51 e 86 anos. “Salientamos que os mesmos obedecerão às normas de isolamento, conforme protocolo do Ministério da Saúde, sendo monitorados pela vigilância  epidemiológica. O material biológico colhido será encaminhado para o
Laboratório Central de Saúde Pública de Rondônia/LACEN/Porto-Velho”, informou a assessoria.

 

 

Jair Montes apela por Guajará-Mirim

O deputado estadual Jair Montes (Avante), por meio de um vídeo gravado e divulgado na rede social, fez uma defesa enfática dos municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré que enfrentam dificuldades no combate à disseminação do Covid-19 nessas cidades.
O deputado esclarece, no vídeo, que antes do agravamento da situação, esteve acompanhando o prefeito Cícero Noronha no Ministério Público Estadual e no Tribunal de Contas do Estado solicitando apoio e providências para fortalecer tanto Guajará-Mirim quanto Nova Mamoré.
Veja o vídeo:

Governador e Secretário de saúde, os municípios do interior também precisam de atenção.

Publicado por Jair Montes em Quarta-feira, 13 de maio de 2020

Fonte: Mais RO com Agora Guajará

Facebook Comments