Coluna Zona Franca

Beco sem saída

O presidente Bolsonaro (sem partido, sem eira e nem beira), está numa sinuca de bico, ou seja, num beco sem saída. Está à beira de um abismo. E ele sabe disso. E os bolsonaristas sabem disso. Caminho que ele mesmo trilhou. Ninguém colocou ele nessa situação, senão o próprio. E arrasta o senador Marcos Rogério (DEM-RO) com ele. A defesa que o senador faz do presidente tem prejudicado as pretensões dele ao governo de Rondônia. No 7 de Setembro, o senador fez questão de “prestigiar” Bolsonaro, viajando no helicóptero presidencial até à Esplanada dos Ministérios onde o presidente fez um discurso anti-democrático para 150 mil bolsonaristas. É claro que, com o fim do governo Bolsonaro, Marcos Rogério tentará apagar essas imagens. “Nunca fui bolsonarista”, dirá em 2022, como o fez João Dória Júnior após se eleger governador de Sâo Paulo com o apelido de BolsoDória.

 

E Marcos Rocha?

O governador de Rondônia, coronel bolsonaristas Marcos Rocha (sem partido, sem eira e nem beira),  usou dinheiro público (passagens aéreas, diárias), para participar de atos anti-democráticos em Brasília. Vai ficar por isso mesmo? Cadê a oposição que não se manifesta? Cadê o MP?

In Fux we trust

O ministro presidente do STF, Luiz Fux, fez o mais incisivo discurso contra a fala golpista de Bolsonaro no 7 de Setembro. Fux foi duro, enfático e fulminante. Um míssil teleguiado com precisão de atingir o alvo em 100%. Tanto que o discurso de Fux foi o mais comentado na Globo News, CNN, BandNews, RecordNews e até na Jovem Pan News.

Terceira via?

O MDB, assim como PSDB e o DEM, são a favor de uma terceira via (nem Bolsonaro, nem Lula). Ontem o presidente do MDB nacional, deputado Baleia Rossi (SP), cujo partido tem Fernando Coelho Bezerra (MDB-PE) líder do governo no Senado, não falou em impeachment mas defendeu um terceiro nome. É o MDB sendo MDB. Na hora H vai ficar com o presidente eleito.

Os arrependidos

A jornalista Miriam Leitão, que fez campanha pelo golpe de estado contra a ex-presidente Dilma Rousseff e pela prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os dois fenômenos que permitiram a ascensão do fascismo no Brasil, hoje diz que Jair Bolsonaro está gastando o dinheiro de todos os brasileiros para destruir a democracia no País, em sua coluna no Globo.

Os arrependidos 2

O MBL que encampou o impeachment de Dilma, festejou a prisão de Lula e apoio a eleição de Bolsonaro(foto), agora se diz arrependido. Fará uma manifestação dia 12 pedindo impeachment de Bolsonaro. Antes tarde do que nunca.

No Twitter

Bolsonaro acabou. Fim. Ele cometeu o maior de todos os erros dele: conclamou paralisação dos caminhoneiros e agora perdeu o controle. O caos está formado. Impeachment já. Fora Bolsonaro genocida. Fora Marcos Rocha. Fora Marcos Rogério”.

 

Por equipe do Mais Rondônia

Facebook Comments