COLUNA ZONA FRANCA

Juventude Indígena

Representantes das tribos rondonienses Paiter Surui, Karitiana, Kanoé, Sabanê, Uru-eu-wau-wau, Juma e Tupari (foto da capa) estiveram em Brasília participando de diversos eventos, com presenças de tribos de todo o Brasil.  A Juventude Indígena de Rondônia é coordenada por Walelasoetxeige. Na foto acima, tribos do Pará que estão sendo expulsos por garimpeiros criminosos.

Em Rondônia também

Também se manifestaram em Rondônia contra a usurpação dos direitos das populações indígenas de todo o Brasil.

Correios presente

Até o final deste ano os Correios deverá ser privatizado, gerando a demissão de mais de 100 mil funcionários. Dando lucro e com mais de 350 anos de existência (como ECT, 54 anos), os Correios é uma instituição brasileira tão importante quanto ao Banco do Brasil. Para tentar frear a privatização, alguns funcionários estiveram ontem nas manifestações em Brasília.

 

27 estados

O “pastor” Silas Malafaia foi nas redes ironizar o número de manifestantes, dizendo que as de Bolsonaro juntam mais gente. “SÓ KKKK 3 ! Manifestação contra Bolsonaro em Brasília . ARRUMA MAIS GENTE ! Faltou pão com mortadela kkk”, postou o “pastor”. Acontece que as manifestações ocorreram em 27 estados como mostra o mapa do G1. Calcula-se que 750 mil pessoas participaram do evento que pediu mais vacinas, auxilio emergencial de 600 reais e impeachment de Bolsonaro.

 

 

Eleições 2022

A política tem sido cada vez mais explorada pelos benfeitores e até ex-gabaritados do judiciário. Exemplo governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), que, mesmo perseguido,  está fazendo o melhor governo do Brasil. No RJ, Wilson Witzel foi tirado do cargo à força pela milícia bolsonarista, no momento em que chegou aos mandantes do assassinato de Marielle. Em Rondônia há magistrados ciscando na política também. Um ex-juiz está no comando do PMB (que mudará de nome para Brasil 35).  Segundo fontes, o ex-juiz vem com um grupo forte para o governo do Estado ou Senado.

O nome mais forte

Não há dúvidas de que o nome mais forte para o governo de Rondônia em 2022, é o do senador Marcos Rogério (DEM-RO). Também não há dúvidas de que o nome dele será o preferido de Bolsonaro, porque já demonstrou tanto fidelidade quanto maldade, para fazer parte do grupo do presidente. Marcos Rogério é a personificação de Bolsonaro em Rondônia. Isso é ruim pra ele? Não. Ele surfa na onda bolsonarista e não se importa em ser associado ao genocído, nem às milícias. Na CPI da Covid ele está dando todo o seu potencial ofensivo. Ele nem se abala com a descoberta na CPI, que Bolsonaro ignorou 101 e-mails da Pfizer com oferta de imunizantes, e pela atuação do Itamaraty por 84 vezes no exterior para garantir o abastecimento de cloroquina, medicamento comprovadamente ineficaz contra a Covid-19. Marcos Rogério, portanto, será um candidato difícil de se abater porque a maioria do eleitorado de Rondônia ainda apoia Bolsonaro.

Partidos

A tacada de mestre de Marcos Rogério seria a mudança do DEM para o partido ao qual o presidente irá se alojar. Segundo tendências, o Patriotas. Em nível nacional o DEM não vai apoiar Bolsonaro, o que poderá levar o senador rondoniense a buscar uma nova sigla.

PSB, PSOL, PT, PCdoB e PDT juntos em RO?

Jesualdo Pires, ex-prefeito de Ji-Paraná

Uma grande aliança terá que ser construída visando o governo do estado e Senado Federal. Há consenso de que sozinhos, PSB, PSOL, PT, PCdoB e PDT não farão frente aos grupos políticos e financeiros representados por PSDB, PSL, Patriotas, DEM e Progressistas. O nome do ex-prefeito de Ji-Paraná,  Jesualdo Pires (PSB),  para encampar uma candidatura majoritária é quase um consenso, segundo fontes.

 

Eleições 2022- 1

Pré-candidatos ao Senado Federal: Expedito Júnior (PSDB)Jaime Bagattoli (PSL), Jaqueline Cassol (Progressistas) e Anselmo de Jesus (PT). Vários nomes estão circulando como potenciais candidatos a cargos eletivos, seja para a Câmara Federal, seja para a Assembleia Legislativa.

Eleições 2022- 2

Para Câmara Federal: Ramon Cujuí (PT), Anselmo de Jesus (PT) ou Fátima Cleide (PT), Luiz Claudio (PL), Bosco da Federal (PTB), Fernando Máximo (Patriotas), George Braga (MDB), Roberto Kuppê (PT), Alessandra da Fetagro e Lionilda Simão do Sintero do PT.

Eleições 2022- 3

Estadual: Dabson Bueno (MDB), Pimentel (MDB), Samuel Costa (PCdoB), Sid Orleans (Cidadania), Hermínio Coelho (PT), Everaldo Fogaça (Republicanos), Wendell Mendonça (Cidadania), Edson Silveira (PT), Fatinha (PT), dentre outros.

Facebook Comments