Muitas mortes…

Pode ser uma imagem de texto que diz "Mortes por Covid-19 nas últimas 24h na América do Sul 3.650 146 24 63 125 50 二41 41 " 175 13 11"….poderiam ter sido evitadas se o governo federal, leia-se Bolsonaro, tivesse agido como agiram os demais governos mundo afora. No início da pandemia, há pouco mais de um ano, enquanto os dirigentes mundiais correram em busca de soluções, o do Brasil desdenhou da gravidade. Olha no que deu: 310 mil mortes, a maioria, evitáveis. Negacionista e anti-isolamento (lockdown nem pensar), Bolsonaro estimulou a desobediência civil e pôs na cabeça de gado que ninguém precisava ficar em casa e que todos deveriam trabalhar. Pior, fez propaganda de um remédio que só serviu para agravar a situação. Resultado, por mais que alguns governadores agissem para conter o vírus, tinha sempre uma turma fazendo protestos e aglomerando. Muitos destes manifestantes até morreram, provando do próprio veneno.

Rondônia

Os últimos dados desta sexta-feira (26) indicam que Rondônia segue em colapso, com 100% das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) lotadas há mais de 60 dias. No total, 96 pacientes aguardam na fila por vagas, segundo a atualização da Central de Regulação de Urgência e Emergência (Crue-RO). Conseguir um leito de UTI não significa a salvação. 80% dos intubados morrem durante o tratamento. É uma tragédia anunciada.

Guajará-Mirim

No sábado, 27, segundo informações obtidas pela Coluna ZF, a situação dos dois hospitais de Guajará-Mirim era de tragédia: não tinha um médico sequer para atender ou acompanhar os pacientes internados. “Os pacientes internados estão sem assistência médica. Há pacientes cirúrgicos aguardando algum médico para avaliar o pós operatório e assim prescrever algum medicamento. Só há um médico plantonista no Hospital de Campanha/COVID e caso seja extremamente necessário, o médico irá atender algum paciente no Hospital Regional”. A cidade pede socorro. Não há prefeito (a), não há vereadores e não há representantes na Assembleia ou Câmara dos Deputados para pedir ajuda. Abandono total.

Sintomático

Verdadeiramente, estados governados por bolsonaristas estão colapsados. O negacionismo contagia. A morte não respeita quem facilita. Lockdown já!

Coronafest

Mesmo com mais de 300 mil mortes ainda há quem duvide da gravidade. Um vídeo circula nos grupos de Whatsapp. Quem ainda não viu? Um homem do grupo de risco se esbalda numa festa. Em seguida aparece num hospital entubado: “fica em casa”. Na parte final, ele ensacado, morto. Terrível. Veja abaixo:

Pesquisas

A um ano e meio das eleições de 2022, uma pesquisa para deputado estadual aponta Jair Montes (Avante), em primeiro lugar. A pesquisa também aponta o Dr. Welisson (PDT-Nova Mamoré) entre os prováveis eleitos. Em meio a pandemia, a política em Rondônia não para.

Cordão dos puxa sacos

Nos bastidores a fofoca come solta. Tem um grupo de Whatsapp que divide as opiniões dos seu seguidores. Os seguidores do grupo na sua maioria são assessores de deputados estaduais e federais de RO. Os podres, sujeiras e malfeitos rolam a solta no grupo. Tem gente da direita, esquerda, centro, meio centro, direita do bolsonario, direita do Marcos da Rocha, e os puxa sacos de sempre. Todos esperando o retorno no futuro da política rondoniense. No grupo tem um atrito constante da parte de um assessor de um deputado federal que se diz nascido em Rondônia e na verdade nasceu no Amazonas. Este é 171 e aprendiz do ilustre Garçom. Em 2022 uma boa lembrança da famosa marchinha de carnaval “As águas vão rolar”.
Governo petista
Enquanto o governo petista de Camila Santana, no Ceará, vai distribuir gás de graça a 250 mil famílias carentes do estado, o governo Bolsonaro ignora as necessidades do povo brasileiro. Em alguns estados, o preço do gás já passa de R$ 100, um absurdo em tempos de pandemia. Até a oposição parabenizou a iniciativa do governador Camilo Santana! É a diferença do governo petista em relação ao governo Bolsonaro.

Stenio Castiel se foi…

O domingo amanheceu com uma triste notícia. O professor Stenio Castiel (Faculdade Católica de Porto Velho) não resistiu à Covid. Mais uma preciosa vida que se foi. Mestre dos mestres, amado e querido por todos. Stenio não foi só um mestre, mas também um amigo e conselheiro em cada desafio. Que Deus o receba na glória dos mansos e na esperança da ressurreição.

Por equipe do Mais Rondônia

Facebook Comments