Coluna do RK- Bastidores da Política Nacional e Regional

Por Roberto Kuppê (*)

Governador em Brasília

O governador de Rondônia, Marcos Rocha (PSL), passará quase três dias em Brasília. Ele viaja na parte da tarde de hoje. Com ele, viajam alguns secretários e assessores. A comitiva vai se reunir com ministros na busca de recursos para a saúde, segurança e obras. P.S. Definitivamente a comunicação é uma falha neste governo. Na página do governo de Rondônia na internet ainda não consta agenda do governador.

Saúde regionalizada

O vereador Uender Nogueira (PSL-Rolim de Moura) está colhendo assinatura virtual para que o governo estadual regionalize a saúde que está caótica em Rolim de Moura. “Olá amigos e amigas, estou aqui para pedir ajuda de vocês, peço que tirem um pouco do seu tempo, afim se juntar a nós em uma luta muito importante na saúde da nossa região.
Isso é um abaixo-assinado com intuito de provocar uma discussão entre população e governo estadual, é rápido e fácil, basta acessar esse link👇🏼
CLIQUE AQUI 
Faça seu cadastro e pronto você já está fazendo parte dessa luta. Ajude-nos também a divulgar, mande para seus amigos e familiares, vamos tentar atingir o máximo de pessoas possíveis, quanto mais assinaturas, mais interesse podemos despertar no Governo Estadual para darmos um basta nesse caos da Saúde da Zona da Mata”, pediu o vereador nas redes sociais.

Rachadinha

O esquema da rachadinha, ou seja, da retenção de parte dos salários de assessores parlamentares é uma prática comum e acontece em todo o País. Cada parlamentar (vereador, deputados estadual e federal, e senador) tem direito a uma quantia que vai de 10 mil a 150 mil reais para gastar com assessores. Acontece que o parlamentar não está nem aí com a atuação de seus assessores, focando apenas nos salários destes. Surrupiando metade de cada assessor, o parlamentar engorda o seu rendimento  que pode chegar a mais de 100 mil por mês. A operação em curso no Rio de Janeiro poderá causar um efeito dominó. Tomara.

Marcos Rogério

Expedito e Marcos Rogério

Gostem dele ou não (dizem que é chato), o senador Marcos Rogério (DEM) já está sendo sondado para disputar o governo em 2022. Muito próximo do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), Marcos Rogério é um político em ascensão. Em menos de 10 anos foi eleito duas vezes deputado federal e senador da República. Nesta última eleição, nem ele mesmo acreditava que seria eleito senador. Quem o estimulou e apostou firme foi o ex-senador Expedito Júnior (PSDB). Expedito disse: “Vai, saia candidato ao Senado. É a sua vez!”. Deu certo. Ele se elegeu o mais votado, conforme antecipara Expedito. Se Marcos Rogério aceitar sair ao governo de Rondônia, com certeza Expedito disputará a única vaga de senador em 2022.

Marcos Rogério 2

Quem está sorrindo com esta possibilidade é o suplente de MR, o multimilionário Samuel Araújo. Rei dos precatórios, dinheiro não vai faltar pra campanha.

Prefeitura

Antes das eleições de 2022, tem a de prefeitos no próximo ano. Será uma eleição, digamos assim, teste para 2022. Os partidos políticos com mais chances de eleger prefeitos em Rondônia são: PSL, MDB, PSDB, PSD, PPS, PDT, PR, PT e DEM. Partidos como Podemos, Rede, PcdoB, PSOL, PRB buscarão alianças. Em Porto Velho a disputa será travada entre o PSDB (do atual prefeito), MDB e PT.

Feminicídio

É impressionante a despreocupação do atual governo federal com a questão do feminicídio. Milhares de mulheres morrendo vítimas passionais e as autoridades constituídas se preocupando com bobagens. A ministra Damares está completamente equivocada em suas prioridades. Lamentável.

Efeito Orloff

Muitos não sabem o significado do dito popular “Efeito Orloff”. Vem da propaganda de uma vodka. Na peça publicitária duas pessoas conversam no bar. O primeiro diz: “eu sou você amanhã”. Como assim? Ao tomar uma vodka de boa qualidade, no dia seguinte a pessoa acorda sem ressaca, satisfeita e feliz. Porém, o jargão é usado de forma negativa. Na política, o efeito Orloff pode ser exemplificado pelo momento vivido pelo clã Bolsonaro. “Ontem” eles chamavam Lula de bandido, ladrão. Hoje, são eles que estão sendo chamados de bandidos e ladrões.

Como proceder em caso de infarto?

1. Digamos que é 19h25 ​​e você está indo para casa (sozinho, é claro) depois de um dia estranhamente difícil no trabalho.
2. Você está realmente cansado, chateado e frustrado.
3. De repente, você começa a experimentar dor severa em seu peito que começa a arrastrar para dentro de seu braço e até dentro de sua mandíbula. Você está cerca de cinco km apenas do hospital mais próximo de onde você está.
4. Infelizmente você não sabe se conseguirá chegar tão longe.
5. Você foi treinado em CPR, mas o cara que ensinou o curso não lhe disse como executá-lo em si mesmo.
6. COMO SOBREVIVER A UM ATAQUE CORAÇÃO QUANDO SOZINHO? Uma vez que muitas pessoas estão sozinhas quando sofrem um ataque cardíaco sem ajuda, a pessoa cujo coração está batendo indevidamente e quem começa a se sentir fraca, tem apenas cerca de 10 segundos antes de perder a consciência.
7. No entanto, essas vítimas podem se ajudar tossindo de forma repetida e muito vigorosa. Uma respiração profunda deve ser tomada antes de cada tosse e a tosse deve ser profunda e prolongada, como quando produzem escarro no fundo do tórax. Uma respiração e uma tosse devem ser repetidas a cada dois segundos sem parar, até que a ajuda chegue, ou até o coração se sentir batendo normalmente novamente.
8. As respirações profundas recebem oxigênio nos pulmões e os movimentos de tosse espreitam o coração e mantêm o sangue circulante. A pressão sobre o coração também ajuda a recuperar o ritmo normal. Desta forma, vítimas de ataque cardíaco podem chegar ao hospital.
9. Digam a tantas outras pessoas quanto possível sobre isso. Poderá salvar suas vidas !!
10. Um cardiologista diz que se todos os que recebem este correio e enviá-lo gentilmente para 10 pessoas, você pode apostar que economizaremos pelo menos uma vida.

(*) Roberto Kuppê é jornalista e articulista político ([email protected]).

Facebook Comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password