Coluna do RK- Bastidores da política nacional e regional

0
1377


Por Roberto Kuppê (*)

Daniel Pereira

Daniel Pereira: ser ou não ser?

Então, o governador de Rondônia, Daniel Pereira (PSB) sai ou não sai à reeleição? A pergunta que não quer calar. Na opinião isenta deste que vos fala, sai. Na opinião de Jesualdo Pires (PSB), não sai (o candidato do PSB é Acir Gurgacz). Na opinião do El Brujo (José Armando Bueno), sai. E na opinião de DP? Ele que anda abraçado com Maurão e jura fidelidade à AG, estaria se articulando para sair candidato. A Coluna do RK não conseguiu falar com o governador.

 

 

Expedito vem aí

Após a pré-candidatura do ex-senador Ivo Cassol (PP) ir para o beleléu, o nome do ex-senador Expedito Junior (PSDB) explodiu na mídia. É o mais cotado para suceder à Daniel Pereira, se o próprio (DP) não sair à reeleição. EJ nem pensa mais em se candidatar ao Senado Federal. Até porque o número de pré-candidatos (mais de 20), às duas vagas está causando engarrafamento. Já para o governo, o tráfego flui com tranquilidade.

Wagner vice ou deputado federal?

Responsável pelas finanças do Estado na gestão Confúcio Moura, Wagner Garcia está cotado para ser vice-governador de Maurão, Daniel Pereira ou Acir Gurgacz. Rondônia é exemplo nacional de gestão pública. Há quem torça o nariz, mas a realidade é esta.

Alemanha ou Brasil?

O Brasil pode até ser hexa, mas não merece. Um país que entrega suas riquezas não merece alegria. Um país que tira uma presidenta honesta para colocar um crápula, não merece ser hexa. Um país que mantém um presidente corrupto no poder, não merece ser campeão. Quem matou Marielle? Quem matou o estudante fardado de 14 anos no Rio? Definitivamente, o colunista torce pela Alemanha ser penta campeã na Rússia. Mesmo assim, o placar de amanhã será de 2×0 para o Brasil. Adoraria uma final entre Brasil e Alemanha. Quem não?

Bancada católica

A bancada católica é maior do que a bancada evangélica, mas não se manifesta. É como se tivéssemos uma bancada ateia.

PT neste sábado em Jipa

Ex-senadora Fátima Cleide

 

O Partido dos Trabalhadores de Rondônia realiza encontro estadual neste sábado, 30, em J-Paraná. No encontro será ratificada a candidatura de Lula à presidência da República. Também no sábado , o PT deverá decidir sobre candidatura própria ao governo e alianças. A pré-candidata ao Senado, Fátima Cleide acredita que o encontro será decisivo.

 

Tudo indica que…

…as coisas estão virando a favor do PT…Em uma única sessão a Segunda Turma do STF defenestra juízes federais: Proibição de vasculhar a residência da senadora Gleisi Hoffman que tinha sido determinada pela justiça federal. Liberdade a José Dirceu que tinha sido preso por decisão da justiça federal. Submeter a plenário pedido de liberdade do ex-presidente Lula que foi preso pela justiça federal. Como esta coluna já disse há uns dias, Lula deverá ser solto e candidato à presidência para frear o crescimento de Bolsonaro. Ruim com Lula, pior sem Lula.

Elas por elas

Secretaria de Mulheres do PT lança projeto que vai apoiar e incentivar candidaturas femininas em Rondônia

A Secretaria de Mulheres do PT em Rondônia lança hoje, terça-feira (26), em Porto Velho, o projeto Elas por Elas, desenvolvido em todo o país com o objetivo de incentivar a participação de mulheres na política e construção de uma plataforma feminista para o Brasil.*O evento terá início às 19h, na sede do partido na Capital, com a participação das lideranças locais e representante da coordenação nacional do projeto. Os lançamentos ocorrem em todos os estados desde o mês de maio de 2018. O Elas por Elas é uma iniciativa da Secretaria Nacional de Mulheres do PT diante do cenário da falta de representatividade feminina nos espaços de poder e decisão nas instancias políticas. Dar suporte e incentivo às candidaturas femininas é uma forma de lutar pela equidade de gênero nestes espaços e na sociedade em geral. A expectativa, diz a secretária de Mulheres do PT em Rondônia Maria de Andrade, é que as companheiras que se propuseram a serem candidatas possam se empoderar e ter um suporte que dê sustentação a sua candidatura, o que não ocorria, em âmbito nacional, em pleitos anteriores.

O projeto

O projeto será executado em três fases. A primeira consiste nos lançamentos estaduais da plataforma em todo o país. Na segunda etapa, as mulheres pré-candidatas passarão por formação política e em planejamento de campanha. A comunicação é um dos eixos centrais do projeto. As pré-candidatas também terão acesso a treinamento de mídia, para aperfeiçoamento das habilidades de relacionamento com o eleitorado e com a imprensa.

A última fase está relacionada à execução do planejamento e mobilização para o fortalecimento das pré-candidaturas. As pré-candidatas terão à disposição assessoria contábil, jurídica e de comunicação durante todo o processo, além do suporte de uma coordenadora política do projeto em cada estado.

 

(*) Roberto Kuppê é jornalista e  articulista político

Facebook Comments