Coluna do RK-Bastidores da Política Nacional e Regional

0
257

Por Roberto Kuppê (*)

Cloroquina não

O  staff e a equipe médica de Trump desaconselharam o uso da Cloroquina no tratamento dele. Trump é um dos principais garoto propaganda do remédio que não tem eficácia comprovada nenhuma, a não ser para o combate à malária. Agora, tanto faz. Muita gente acha que Trump está dando o golpe pra não participar mais debates. O primeiro e possivelmente o último, foi deprimente. Tal qual Bolsonaro, que usou uma facada para não participar de debates e ganhar a eleição de forma suspeita.

Fundo eleitoral

É balela, falta de assunto e propostas sérias, dizer que vai abrir mão do fundo eleitoral partidário. Embora seja um mecanismo de uso de dinheiro público, está na lei, é legal e necessário para alguns candidatos. O pior vem agora: os recursos são tão irrisórios para a maioria dos candidatos, que deixar de receber não chega a ser um ato extraordinário. Está mais para marketing.

Rachadinhas, milícias e cocaína

Nada disso é crime para os bolsominions. O fato do MP do RJ descobrir uma verdadeira quadrilha que sangra o erário, 39 kg de cocaína em avião presidencial, toma lá dá cá, fim do Ibama e ICMBio, desmatamento, queimadas e um monte de crimes, Bolsonaro continua sendo um mito. A mamata que ia acabar, só aumentou. Caixa 2 deixou de ser crime.

Vai vendo

Se não bastasse Jair Bolsonaro culpar índios e ONGs pelas queimadas no País, o ministro Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), declarou que, mesmo após 1 ano e nove meses de gestão, o governo federal ainda “não teve tempo” para cuidar da Amazônia e do Pantanal. De acordo com o general, a floresta tropical amazônica suporta “maus tratos”. Depois é só culpar o PT que não dá nada.

Conflitos agrários explodem

Sob Bolsonaro, os conflitos agrários estão explodindo de forma assustadora em Rondônia. Há conflitos em Jacy Paraná e agora soubemos que em União Bandeirantes também. Na região do Distrito de União Bandeirantes está acontecendo fatos que podem desembocar em uma nova Corumbiara.
Há informações de policiais e agricultores baleados.
Acampamento Tiago – Fazenda do Galo Velho.

Vinícius, o alvo

Um dos alvos dos gabinetes do ódio, dos comitês subterrâneos, nas eleições de 2020 em Porto Velho, seguramente será Vinícius Miguel (Cidadania). Depois, com certeza será Hildon Chaves (PSDB), o prefeito de plantão. O Mais RO apurou que “de acordo com a Rádio Corredor, Agência Cipó e sinais de fumaça, o clima vai esquentar com denúncias, ataques pessoais e muito fake news. Devem sofrer fortes críticas o atual prefeito Hildon Chaves (PSDB), Cristiane Lopes (PP), Vinícius Miguel (Cidadania), Williames Pimentel (MDB), Samuel Costa (PCdoB), Eyder Brasil (PSL) e até o tranquilão Ramon Cujuí (PT)”. Não precisa ser adivinho para saber disso.

Vinícius, o alvo 2

Como toda boa campanha que se preze, haverão ofensas pessoais nas redes sociais, disse-me-disse, fotos e vídeos comprometedores. Problemas familiares também entrarão no rol das ofensas. A rádio corredor não falha. As lavadeiras do Cai N’Água também avisam que o pau vai cantar. Assim como foram  as eleições de 2018, as fake news continuarão infernizando a vida dos candidatos melhores colocados nas pesquisas. Que os advogados dos candidatos fiquem de plantão, pois. As mesmas previsões servem para Ariquemes, Cacoal, Ji-paraná, Rolim de Moura e Guajará-Mirim.

Vice do PT avisa: vai ter troco

O candidato a vice-prefeito de Porto Velho, Lhano Rodrigues (PT), disse que Ramon Cujui (candidato a prefeito) também saberá bater de volta: “ avisa lá que o prefeito tranquilão também sabe bater!”.

Calma, gente: hoje é dia de São Francisco

 

Candidatos a vereadores

Na impossibilidade de publicar santinhos na coluna (gratuitamente), vamos citar alguns candidatos a vereador por Porto Velho, Guajará-Mirim e outras cidades. Tem muitos candidatos bons, mas que terão poucos votos. A coluna só vai citar aqui os melhores, merecedores da confiança do autor.

Dabson Bueno

“Em live na ultima quinta feira, Dabson Bueno lançou oficialmente a sua candidatura à vereador pelo MDB. Com uma campanha temática e de bom gosto, o candidato inovou no formato da transmissão e na forma de abordar o empreendedorismo, a inclusão social e o apoio aos talentos locais com a economia criativa.”

 

 

Hérika Fontelene

Essa é Hérika Fontenele (PL), candidata a vereadora por Porto Velho nos bairros, anunciado propostas para melhorar a vida dos moradores de Porto Velho. Nesta foto, Hérika está conversando com moradores do bairro Nacional.

 

 

 

 

Amanhã tem mais…bom domingo!!!!

 

(*) Roberto Kuppê é jornalista e articulista político