Por Roberto Kuppê (*)

Pesquisa

O Mais RO publicará nesta semana, transcorrido os trâmites legais, a primeira pesquisa de opinião pública sobre as eleições municipais de Porto Velho. Contratada pelo partido Solidariedade em parceria com este portal de notícias, a pesquisa vai aferir a temperatura da corrida sucessória.

Morre André Oliveira

Morreu ontem em Campinas (SP), onde residia atualmente, vítima do coração, o amigo de longas datas André Oliveira, nascido em Porto Velho. Tinha 47 anos e era casado com Deyse Gregório, pai de duas filhas. Assim como André, a esposa também é especialista em TI. Nessa função André Oliveira se destacava nacionalmente, sendo referência. Pessoalmente, André era querido por todos e deixou uma legião de amigos órfão do seu bom humor. Uma das pessoas que mais está sentindo a partida de André, é seu amigo de infância e compadre Emerson Castro (veja nota abaixo). Os pais de André, advogado aposentado e residindo em Itapema (SC) Nelson Oliveira e Socorro Mendonça aposentada do  TJ-RO e residindo em Porto Velho, estão inconsoláveis com a perda do filho querido. O irmão Álvaro Mendonça, que atua na prefeitura de Porto Velho como secretário municipal de Integração, também está inconsolável e expressa a sua dor pelas redes sociais. Mesmo a morte sendo um mistério e, ao mesmo tempo, natural, não concordamos com a partida de pessoas especiais como André. A coluna transmite os sinceros pêsames à família enlutada.

Nota de Emerson Castro

Hoje um pedaço de mim morreu. Meu amigo mais querido e antigo partiu. Curiosamente, o ser humano mais alegre e inteligente que conheci. Me pergunto que tipo de cristão sou. Porque não estava preparado pra perder o Andre Oliveira. Padrinho de meu filho e meu confidente de vida toda. Nossas mães passeavam conosco quando ainda éramos bebês. Hoje, o coração gigante do André pulsou e parou. O tempo parou com ele. Sujeito que estava em todos ambientes ao mesmo tempo. Onde quer que estivesse.

Admirava o André pelas notas, sagacidade e , principalmente, pelo afeto. Poucos sabem o quanto o André me suportou e apoiou. Não digo que em breve nos encontraremos, por um motivo muito Simples:  Não estou ao seu nível. Mas, quando a partida for meu ponto de início, e o mistério for revelado, me satisfarei se for ao menos possível olhar sobre o muro e ver o grandão feliz. Jogando tênis com Jesus e abrindo seu sorriso do tamanho do firmamento para os 360° do horizonte. Que nosso Senhor o abrace em amor e refrigério, Andre. Um dia estarei na arquibancada do Eterno aplaudindo você…

Capitão Marcelo solto

Exclusivo: os oficiais da PM investigados no esquema milionário ...Após ser execrado publicamente, foi solto na sexta-feira, 14, o capitão Marcelo, preso injustamente numa operação da polícia (Mobilis), supostamente envolvido na compra de software para a PM e BM na administração Daniel Pereira. A coluna teve acesso à alguns documentos que provam a inocência dele. A exemplo da Operação Pau Oco, a prisão do capitão é mais um ato para continuar a perseguição e execração pública, assassinato de reputação com requinte de crueldade.

                                      Semanas decisivas

Estas duas semanas que precedem o início das convenções municipais serão decisivas para a sucessão de Hildon Chaves (PSDB), prefeito da capital de Rondônia. São favas contadas de que ele não sairá candidato à reeleição. Não pode nem desistir de desistir, pois no consciente popular e dos pré-candidatos ele é carta fora do baralho. Dizem também que Léo Moraes (Podemos) não participará deste pleito, preferindo manter a boa fase como um dos deputados mais atuantes de Rondônia em Brasília. A conferir.

                                      Nomes em ascensão

Com as prováveis desistências mencionadas, crescem as possibilidades de alguns pré-candidatos. Nessa ordem: Vinícius Miguel (Cidadania), Breno Mendes (Avante), Cristiane Lopes (PP), Ramon Cujuí (PT), Samuel Costa (PCdoB), coronel Ronaldo Flores (Solidariedade), Williames Pimentel (MDB), Thiago Tezzari (PSD) e Fabrício Jurado (DEM). Destes, um nome surpreende, Dr. Breno Mendes que poderá chegar ao segundo turno, deixando favoritos para trás.

                      Nomes em ascensão para vereador

Alguns nomes já despontam como favoritos para a Câmara Municipal de Porto Velho: Dabson Bueno (MDB), Tiago Lins (Cidadania), Jerry Amaral (PRTB), Arimar Sá (), Dr. Raimundinho Bike Som (PCdoB), Marcelo Barroso (PROS), Moisés Marinho (PTB), Dr. Leony Fabiano (PCdoB), Sid Orleans (Cidadania), Adriano de Castro (DEM), Tiago Lins (Cidadania), Porfírio Costa, Professor Joelson (PC do B), Chicão do 4 de Janeiro (Patriotas), Moisés Cruz (Republicanos), Daiana Huff (MDB), Alisson do Sandubas (PSDB), Chiquinho do Sintax (Avante), Júlio César (Avante), Edmilson Dourado (Avante), Edevaldo do Costa e Silva (Pros), Gabriele Gaspar (PSDB), Iolanda Matias (Avante), Téo Santos (PDT), Pastor Severino Ramos (DEM), Lima Neto (Avante), Alzir Queiroz (PP), Luciano Leal (PSD.

                                        Braga desiste de lutar

Super gestor, excelente quadro da administração pública, o ex-secretário de Planejamento, George Braga, desistiu de competir com o colega Williames Pimentel, a indicação do MDB à prefeitura de Porto Velho. Braga disse à coluna que vai ajudar Pimentel a se eleger prefeito da capital. O MDB, no entanto, ainda não fechou questão sobre Pimentel, já que ele é da ala ligada ao senador Confúcio Moura, que já teve treta com Tomás Correia que queria indicar Raupp único candidato do partido ao Senado em 2018.

(*) Roberto Kuppê é jornalista e articulista político (rkuppe@gmail.com)

Facebook Comments