Por Roberto Kuppê (*)

Coronachurras

Pablo Jacob/Agência O Globo

Amanhã, sábado, quando o Brasil atingirá a triste marca de 10 mil mortos pelo Covid-19, o presidente da República, Jair MESSIAS Bolsonaro (sei lá que partido vai querer esta peste), vai realizar um churrasco. Isso mesmo que você leu, caro internauta. Não é fake news. Ele falou com a própria boca (que já jorrou outras barbaridades). Vai ter coronachurras no Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente. O evento deve contar com 30 convidados e deve ter um jogo de futebol com a participação de ministros e servidores. Os participantes vão ter que aderir a uma “vaquinha” para ajudar a custear o encontro. “Estou cometendo um crime. Vou fazer um churrasco no sábado aqui em casa. Vamos bater um papo, quem sabe uma ‘peladinha’, alguns ministros, alguns servidores mais humildes que estão do meu lado”, contou a repórteres na entrada do Palácio da Alvorada. Fonte: O Globo.

 

Sebastião Curió

Em plena pandemia com quase 10 mil brasileiros mortos, o presidente Bolsonaro me recebe nada mais, nada menos que Sebastião Curió, o terror do Pará nas décadas de 80 e 90. Homem de Serra Pelada, que patrocinou a morte de milhares de pessoas.

Super Bolsonaro

Bolsonaro deve ter todo o Congresso Nacional, mais o Judiciário nas mãos. Só isso justifica as atitudes dele, desafiando todo mundo. Ele deve ter dito: “Eu arrasto todo mundo pra lama, se me impitimarem”. Isso explica também a injusta e arbitrária manutenção da pena de 17 anos a Lula, pelo sítio de Atibaia que até já foi vendido pelo verdadeiro dono. Ainda lembro como se fosse amanhã que Wesley Batista (JBS) ousou dizer que a maioria dos políticos eleitos e parte do STF comia na mão dele. Ninguém mais tocou no nome de Wesley que ainda deve estar dando as cartas. O Covid-19 o deve ter tornado trilionário.

 

Marisa, descanse em paz

O juiz Carlos Henrique André Lisbôa, da 1ª Vara da Família e das Sucessões de São Bernardo do Campo, admitiu que errou ao confundir investimento automático em CDBs com valor nominal de debêntures ao listar um saldo de R$ 256 milhões no inventário da ex-primeira-dama, Marisa Letícia. O juiz reconheceu, em decisão nesta quinta-feira (7), que o valor dos CDBs eram de R$ 26 mil, conforme já divulgado pelos advogados de Marisa e do ex-presidente Lula. Lisbôa, no entanto, não se desculpou pelo erro, que motivou uma série de fake news nas redes, propagada pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e pela secretária nacional de Cultura, Regina Duarte. Que Marisa descanse em paz, desta vez.

Lula desafia Câmara

O ex-presidente Lula denuncia que a mesma Câmara que outrora promoveu o impeachment de Dilma, mesmo sem ela ter cometido crime de responsabilidade, hoje se esquiva da responsabilidade de abrir um processo de impedimento contra Jair Bolsonaro, que já cometeu vários crimes contra a população brasileira e segue impune.  “O Bolsonaro desrespeita as instituições diariamente. Ataca o STF, o Congresso, governadores. E a mesma Câmara que não teve vergonha de colocar em votação o impeachment da Dilma, não tem coragem de colocar o do Bolsonaro”.

Lula e quarentena

Lula também condena a insistente postura de Jair Bolsonaro em pregar o fim da quarentena para agradar o empresariado brasileiro.  “Bolsonaro está induzindo os brasileiros à morte. Ele acha que colocar o povo pra voltar a trabalhar vai resolver o problema. O cara só vai poder cuidar da família se ele tiver vivo”.

Lockdown em RO

Tendo em vista o aumento considerável de casos e de mortes após o Decreto da Morte do governo de Rondônia, é possível que medidas duras vêm aí. A coluna soube que às 16 horas, o governador Marcos Rocha e o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, vão participar de uma coletiva hoje, às 16 horas, no CPA. Pode vir lockdown por aí. Tem que fechar tudo por uns 15 dias. Rondônia está sob ataque do Covid-19. Esperar 100, 200 ou 300 mortes para decretar o lockdown seria muita irresponsabilidade.

Jair Montes

Por falar na pandemia, o deputado estadual Jair Montes (Avante-RO), propôs ao Poder Executivo a necessidade de viabilizar um auxílio de R$200,00 para as pessoas mais vulneráveis. “Estamos atuando firmemente para que o Governo de Rondônia contribua ainda mais com a população, complementando a renda das famílias de baixa renda neste momento de pandemia”, disse o parlamentar. Quem sabe não aumenta pra R$ 500. Jair Montes é também o autor da proposta para a redução em 30% das mensalidades das escolas e faculdades de Rondônia. E votou contra o perdão da dívida bilionária da ENERGISA com o estado de Rondônia.

A última de Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro não titubeia em ostentar sua ignorância. Na manhã desta sexta (8), após o mandatário sair para falar com seus fãs no famigerado cercadinho do Alvorada, um apoiador lhe indagou sobre o fechamento das academias. Antes de responder, Bolsonaro se antecipou, dizendo que a ‘imprensa iria gostar’ dessa inteligente resposta: ‘Saúde não é vida? Por quê as academias estão fechadas?’. A fala pode ser vista à partir dos 4:24 min do vídeo abaixo. Tem cabimento?

(*) Roberto Kuppê é jornalista e articulista político 

Facebook Comments