Por Roberto Kuppê (*)

Quarentena política

Não se fala mais tanto nas eleições de 2020, quanto da pandemia do coronavírus que está prestes a dizimar a humanidade. Já se fala até em cancelar as eleições municipais em todo o País, passando para 2022 junto com as eleições para presidente, governadores, Congresso Nacional e assembleias legislativas. Se a pandemia perdurar por mais dois ou três meses, será impossível realizar eleições esse ano.

Enquete coronavírus

O Mais RO encerra uma série de enquetes sobre as eleições municipais em Rondônia, para lançar uma nova, sobre o possível cancelamento do pleito de 2020, devido à pandemia do coronavírus. Devido ao coronavírus, você é contra ou a favor de cancelar e adiar as eleições para 2022, estendendo os mandatos dos atuais prefeitos e vereadores?No ar. Vote agora:

Devido ao coronavirus, você é contra ou a favor de cancelar e adiar as eleições para 2022, estendendo os mandatos dos atuais prefeitos e vereadores?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Enquete Candeias do Jamari

Resultado final da enquete de Candeias do Jamari:

 

Bozovírus

O Brasil se tranca contra a pandemia do coronavírus – mas nos palácios de Brasília trabalhadores têm o expediente mantido, obrigados a interagir com gente contaminada. Dezenas de faxineiras, garçons, seguranças, porteiros e outros empregados de baixa qualificação seguem dando expediente no Planalto e no Alvorada, indefesos.

Perigo no Mundo

A salvadora higienização das mãos, antídoto contra o coronavírus, é sonho impossível para três bilhões de humanos mundo afora. Para bilhões de pessoas, mesmo as medidas mais básicas estão simplesmente fora de alcance”, explica o Diretor de Programas do UNICEF, Sanjay Wijesekera. Em muitas partes do mundo, crianças, pais, professores, profissionais de saúde e outros membros da comunidade não têm acesso a instalações básicas para lavar as mãos em casa, em instalações de saúde, escolas ou em outros lugares.

Relato dramático

A coluna ouviu um áudio dramático de um carioca da Rocinha (Rio) que foi morar na Itália. Ele está em confinamento há 15 dias. Com fome, comendo apenas pipoca. Ele relata que milhares de italianos estão morrendo e que, o Brasil não terá estrutura para enfrentar a pandemia. Ouça o áudio:

Véi da Havan

Pela primeira vez a coluna concorda com o Véi da Havan (Luciano Hang). Em vídeo produzido ontem, ele prevê que o Brasil poderá embarcar na pior crise econômica de sua história. Hang diz que haverão demissões de milhares de pessoas e, daqui a uns 15 dias, muitos passarão a não ter mais o que comer. Veja abaixo:

Efeitos econômicos do coronavírus.

Publicado por Luciano Hang em Quinta-feira, 19 de março de 2020

 

 

(*) Roberto Kuppê é jornalista e articulista político

Facebook Comments