Por Roberto Kuppê (*)

Canalhas, canalhas, canalhas!

A Vaza Jato mostra que Dallagnol e cia. não eram só gananciosos e egocêntricos. Eram, também, desumanos e irresponsáveis. Tiraram os bens, a esposa, o irmão e a liberdade de Lula. E tinham PRAZER em fazê-lo sofrer. Psicopatas! Enquanto isso, Queiroz e seus milicianos amestrados estão agindo, roubando e matando sem serem incomodados. Lula está preso há mais de 500 dias sem ao menos ter cometido um crime sequer. Tudo isso para manter um governo idiota, eleito por 57 milhões de desavisados que acreditaram na ladainha da “nova política”, que de nova não tem nada.

Quem está pagando?

A defesa de Queiroz disse que quem está pagando as despesas da mansão no Morumbi e o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, é o próprio, com recursos próprios. É claro que é verdade. Afinal, todo motorista que se prese no Brasil tem como pagar pelo metro quadrado mais caro de São Paulo e pelo hospital igualmente mais caro do País. A verdade, porém, é uma só. Queiroz está pagando as despesas com dinheiro roubado do contribuinte. Tudo em espécie, em dinheiro vivo. Haja malas de dinheiro.

39 quilos de cocaína

Por falar em Queiroz, a quantas andam as investigações pelo lado brasileiro, dos 39 quilos de coacaína encontrados no Aerobozo, o avião presidencial? Parece que o sigilo neste governo é um sinal de cumplicidade.

Gangue do PSL

A coluna de hoje tá parecendo página policial. Só fala em bandido. Dessa vez o deputado federal Delegado Waldir, líder do PSL, partido de Jair Bolsonaro, na Câmara, não pode usar a cartada das fake news para se defender de um escândalo envolvendo um de seus assessores. O ex-delegado José Maria da Silva foi preso nesta quinta-feira (29) em operação da Polícia Federal que o apontou, junto com mais três policiais, como participante de um esquema de propina da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos e Cargas (Decar), da Polícia Civil de Goiás.

 

E foi aberta a caixa preta do BNDES. Era melhor ter deixado fechada. Aberta, revelou o que já sabíamos. Não tem esquerdistas na lista. Só tem gente da direita, “gente de bem”. Após revelada, a caixa preta do BNDES deverá ser esquecida.

Rondônia parada!

Nesta segunda-feira (2) Executivo e Legislativo de Rondônia completam nove meses de apatia e sem qualquer simpatia. Para os comissionados e outros assemelhados de teta, é preciso “dar mais tempo”. Claro, quanto mais tempo sem fazer nada e no final do mês salário na conta, é o que conta. Tivemos um pleito eleitoral em 2018 bastante concorrido e apontando claramente para mudanças, que não vieram. Não virão. Uma análise bem vagabunda aponta que os atores são, na realidade, aqueles mesmos que se sucedem em cargos públicos de liderança, e que vivem das falsas promessas. Os próceres de agora são os mesmos que nos enganam desde sempre.

Laerte, o Inerte

Laerte O Inerte foi incapaz, até agora, de demonstrar o que é de fato um presidente de Assembleia Legislativa. Mais que apagado um destrambelhado que se supõe um líder, mas que até seu mais íntimo entorno sabe que é uma nota de quatro reais. Não tem brio, não tem coragem, não tem altivez para fazer oposição séria ao governador que foi oposição na eleição. Ambos têm algo em comum: a incompetência e a fraqueza moral.

Imprensa de luto

A coluna está mais triste hoje. Morreu nesta sexta-feira (30), em Porto Velho, o jornalista, músico e humorista, Santiago Roa Júnior. Ele estava internado por causa de uma meningite desde o início do mês de julho e havia saído recentemente da UTI para um quarto. Seu quadro evoluía bem, mas teve complicações ne sofreu uma parada cardíaca fulminante. O velório será em Cacoal. Roa era um gentleman com este colunista que fazia questão de prestigiá-lo no Mary Janne Rock Bar, em Porto Velho.

PT de Rondônia elege diretório estadual

O PT está as vésperas do PED – Processo de Eleições Diretas – quando acontecerá em todo o Brasil a eleição para a direção do partido nos municípios aptos. O PT é uma grande força política e precisa retomar seu tamanho e sua força aqui no estado de Rondônia. Um  dos candidatos, Ernani Coelho, esposo da ex-senadora Fátima Cleide, Está percorrendo todos os Diretórios Municipais em todo o estado. “Em cada um vejo a esperança de mudança, esperança que tenhamos novas direções de fato comprometidas com os objetivos políticos do PARTIDO DOS TRABALHADORES, que querem um PT vivo, atuante, inserido nas lutas da cidade e do campo e mais do que isso, sendo o instrumento de lutas, o canalizador das insatisfações do nosso povo e espaço de luta daqueles que sonham e acreditam que um outro mundo é possível’, disse Ernani. “O PT tem que retomar sua força política aqui em Rondônia. Nossa representação Estadual está limitada a um deputado estadual. Desde 1986 o PT sempre elegeu pelo menos 2 deputados estaduais. O momento da eleição de nova direção é oportuno para a reflexão e avaliação de nossas decisões . Temos que aprender com os erros e avançar. Como Secretário de Organização tenho procurado cumprir minhas obrigações mesmo com todas as dificuldades (a redução da representação partidária nos levou a não ter sequer um funcionário a disposição da Direção para ajudar no contato com os municípios). Em conjunto com as secretarias de Formação, Mulheres e Juventude, fizemos um grande esforço para manter o partido minimamente mobilizado. Mas isso é pouco diante dos desafios da conjuntura. Precisamos de uma direção que se envolva e que assuma seu papel e dê a direção ao partido em Rondônia.
Estou me propondo a ser presidente do Diretório Estadual do PT para junto com as novas direções eleitas nos municípios, retomar o papel de protagonismo político em nosso estado.
Para isso, preciso muito mais do que seu importante voto. Eu necessito, fundamentalmente, do seu apoio e engajamento na Chapa 480. Ela representa a unidade de diversas forças políticas que estão no dia a dia levando a bandeira de Lula Livre, contra o desmonte das políticas públicas e dos direitos da classe trabalhadora e do povo brasileiro, executado pelo projeto de extrema direita que assumiu o governo do país após o golpe de 2016. Um PT atuante e presente nas lutas é possível. É só você querer.
ERNANI COELHO- CANDIDATO A PRESIDENTE ESTADUAL DO PT
Chapa Estadual – 480
Presidente Nacional – Gleisi Hofman
Chapa Nacional – 280

 

(*) Roberto Kuppê é jornalista e articulista político no eixo Rio-Brasília e Rondônia

Facebook Comments