Coluna do RK- Bastidores da Política Nacional e Regional

Por Roberto Kuppê (*)

                                 Amazônia em chamas

Manifestações em todo o Mundo deram a importância que a Amazônia tem para o planeta Terra. A mesma importância que possuem os polos Sul e Norte, a Antártida e os oceanos. Há vidas na Amazônia, além dos índios e da população. Existem uma população de animais silvestres que têm as árvores como lar e fonte de alimentos. É impressionante o descaso não do atual governo que adotou uma política para acabar com a Amazônia. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) desencadeou reações internacionais após declarações sobre o desmatamento na Amazônia. Alemanha e Noruega cortaram investimentos. França, Alemanha, Canadá, Irlanda e Inglaterra manifestaram preocupação. A falta de prioridade do Congresso ao tema destoa de legislaturas anteriores. No ano passado, por exemplo, os deputados aprovaram cinco projetos com a temática ambiental. Em 2017, 10. Em 2016, 9. Em 2015, 5. Em 2014, 6.

                              Amazônia em chamas 2

O centro de uma crise internacional, a conduta brasileira para preservação do meio ambiente não é um problema exclusivo do Palácio do Planalto. Em quase oito meses da atual legislatura, a Câmara dos Deputados não aprovou sequer um projeto de lei sobre o tema. Nos últimos cinco anos, os parlamentares chancelaram 35 textos do tipo. Especialistas criticam o que chamaram de “desleixo” com a área, considerada por eles uma das principais mazelas do país. Os dados mostram que, apesar de embates recorrentes entre deputados e o governo federal, as questões ambientais não estão no centro das preocupações dos dois poderes.

                                   Amazônia em chamas 3

Muito pelo contrário. Deputados estão legislando para proteger madeireiros. Em abril deste ano, o presidente Jair Bolsonaro admitiu, em vídeo divulgado na internet, ter determinado a proibição de queima de veículos usados na exploração ilegal de madeira, procedimento previsto na legislação ambiental. Ele atendeu ao pedido do senador Marcos Rogério (DEM-RO) para desautorizar o trabalho de fiscais que destruíram caminhões e tratores apreendidos em operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), nos municípios de Cujubim e Espigão D’Oeste, em Rondônia.

                                 É louco de pedra mesmo

A coluna achava que o presidente Bolsonaro se fingia de louco para justificar a burrice dele. Mas, não. Ele é louco mesmo. Só um louco agiria da forma como ele age contra os brasileiros, contra a Amazônia e contra os próprios eleitores dele. Pela primeira vez na história do Brasil, um presidente da República é alvo de críticas em todo o planeta Terra, se bobear, em toda a Galáxia. Superou Hitler que pelo menos era amado na Alemanha nazista.

                                      Diplomacia

Resultado de imagem para eduardo bolsonaro hamburguer

Em se tratando de diplomacia, o presidente Bolsonaro também é um desastre, pior do que seu amigo Trump. Em vez de amenizar, relevar e contemporizar, Bolsonaro apaga incêndio provocado por ele mesmo com gasolina. E ainda quer indicar o filho Eduardo, para a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos, É um desastre anunciado. O papi Jair deve liberar cargos e dinheiro para emendas de senadores para que a indicação dele seja aprovada na Comissão de Relações Exteriores da casa. Segundo reportagem da coluna Painel, de Daniela Lima, na Folha de S.Paulo neste domingo (25), senadores bolsonaristas vão usar as promessas do presidente para negociar votos e “melhorar” o clima para a aprovação do nome do filho 03 para o cargo de diplomata e finalizar a votação da Reforma da Previdência no Congresso. Mesmo assim, segundo a jornalista, dirigentes de partidos dizem duvidar que o governo consiga com apenas uma negociação passar as duas pautas no Senado, sinalizando que para levar Eduardo aos EUA, Bolsonaro terá que abrir os cofres novamente.

                                            Partido NOVO!

Resultado de imagem para salles, partido NovoO partido Novo, que indicou o ministro do Meio Ambiente, agora diz que nunca o viu mais gordo. E ainda vem com conversinha de pedir a destinação do fundo eleitoral para o combate ao desmatamento da Amazônia. Partido Novo é só conversa fiada, demagogia e hipocrisia. Daqui a pouco vão dizer que nunca apoiaram Bolsonaro. É tudo laranja. 

 

 

                                     Hoje tem manifestações

Hoje, a partir das 15 horas, na Praça das Caixa D’Água, em Porto Velho, tem manifestações em prol da Amazônia. Esperamos que a população da Capital vá, independente de cor partidária. Porque o ar que o petista respira, é o mesmo dos bolsominions. No Rio de Janeiro haverá uma caminhada de Ipanema ao Leblon, também, a partir das 15 horas.

                                  Breno de Paula no workshop

O advogado tributarista, Dr. Breno de Paula, será um dos palestrantes no Workshop Questões Controvertidas do CARF, a realizar-se no dia 12 de setembro no Oscar Hotel, em Porto velho. O workshop visa promover um diálogo sobre as questões debatidas no CARF, além de oportunizar o Network entre profissionais e estudantes da área fiscal.

                          Augusto Pelúcio no Podemos

O empresário do ramo da educação, Augusto Pelúcio (Grupo Sapiens), é o novo presidente municipal do Podemos, de Porto Velho. Guto vem ensaiando candidatura desde 2016. Parece que desta vez vai. Poderá ser o candidato do partido à prefeitura de Porto Velho. O Podemos é dirigido estadualmente pelo deputado federal Léo Moraes, que foi candidato a prefeito de Porto Velho nas eleições passadas.

 

                    Espaço do colaborador anônimo

Ghost Friends Bereder…Vamos falar de outro assunto que não seja sobre as queimadas em Rondônia. Se for explorar o assunto teremos um Wikipedia Enciclopédia…o assunto está causando tanta dor de cabeça ao governador que não basta tomar o Rivotril, agora tem que tomar outros remédios para tentar focar na administração do palácio,pois a administração do estado quem manda é dona Luana***Os amigos diga-se, de coração do governador, o chamam de MRR (Marquinho Rocha Rivotril ), mas, o apelido dele quando criança era MARQUINHOS…então vamos tratar ele com um infantil MARQUINHOS…que pensa que governar um estado e brincar de ficar dentro do Castelo Azul*** O grande amigo dele se chama Jaime Bagatoli…que está em Brasília em constantemete buscando tirar o mandato do ex governador Confucio Ayres Moura( Senador da Republica )…que é carne e unha com Juca Massuti e Valdir Kurtz*** A soja e outros grãos mandam nas mãos deste amigos próximos do GOV. MRR. O Vice governador de beira de esquina que se acovardou para ser o governador de Rondônia com medo dos medos que o MRR quando ainda era pré candidato que nas escuraras tomou o posto do Zé Jodan…Ninguém imaginava que este cara de nome MARQUINHO(tratamento de familia) se tornaria Governador do estado de Rondônia***A onda de incêndios e fumaça que está sobre o estado é por causa dos donos de Rondônia, que querem desmatar e desmatar para grilar e comprar as terras para plantar soja e outros***Esta é do forno que é brasa pura. O deputadão federalzão do PSL Crys que é o abridor de portas e quando era pré candidato nem sabia quem era o Bozo, marcou uma audiência com o Presidentão para o Jaime Bagatoli chorar sua lagrimas(quando o baiixinho fica com raiva nem pirulito faz ele se acalmar)…chorou cinco minutos e quando ia completar os seis minutos o Presidentão(BOZO), mandou o deputadão federalzão Crys…sair(Isto mesmo)…sair para ter uma fala reservada com o Jaime e acertar o apoio do PSL pra arrebentar o mandato do senador Confucio Ayres de Moura…Quem viver verá****O estado de Rondônia está pagando o funcionalismo publico em dias…isto não vai durar por muito tempo. Se abrir as caixas e olhar lá no fundo do cofre ele já está sem fundo…eu irei voltar aqui é mostrar que afirmei que o estado já está quebrado..*****O Marcos Neves que está a frente do partido PATRIOTA SE ORGANIZA EM RONDÔNIA E ANUNCIA PARTICIPAÇÃO NA ELEIÇÃO DE 2020…ele está voando em Rondônia para divulgar o partido e filiar novos patriotas.

 

(*) Roberto Kuppê é jornalista e articulista político no eixo Rio-Brasília e Rondônia

Facebook Comments