Coluna do RK- Bastidores da Política Nacional e Regional




A entrevista de Lula

A coluna assistiu ontem, na íntegra ( VEJA AQUI), a entrevista que o ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva concedeu ao pulitzer( 1) Glenn Greenwald, diretor do site The Intercept. Se o judiciário brasileira tiver alguma responsabilidade com a justiça, com os direitos humanos e com a verdade, deveria soltar este homem, encarcerado há um ano e dois meses sem culpa, e pedir desculpas. Porque Lula é cristalinamente inocente. A prisão arbitrária de Lula não está causando prejuízo apenas ao político, mas, diante deste governo eleito em 2018, uma desastre para a Nação brasileira. Na entrevista, Lula chamou explícita e claramemente o ex-juiz Sérgio Moro de men-ti-ro-so! Como também chamou de mentiroso o juiz Deltan Dalagnol com seu power point.

A entrevista de Lula 2

Durante entrevista ao The Intercept BrasilLula disse: “Eu até brinco com os meus advogados que eu gostaria de fazer uma delação: fazer uma delação contra o Moro, fazer uma delação contra o TRF4, fazer uma delação contra o delegado que fez o inquérito mentiroso, uma delação contra o Dallagnol…”. Em seguida, o ex-presidente passou a falar sobre o ex-juiz Sérgio Moro: “Me parece que essa frase é de um filósofo inglês, eu não sei o nome, de que a desgraça da primeira mentira é que você passa o resto da vida mentindo para justificar a primeira mentira”, destacou. “Quando eu fui fazer o primeiro depoimento para o Moro, na frente do Moro, eu disse: você está condenado a me condenar. Porque a quantidade de mentiras que vocês contaram, sabe, num acordo feito entre a Lava Jato e a imprensa brasileira – porque a Lava Jato não seria o que é se não fosse a cobertura da imprensa, um conluio entre os meios de comunicação, televisão, rádio e jornais, em que você tinha praticamente editores em cada jornal para receber as matérias em primeira mão antes dos advogados. Então, graças a esse conluio você construiu uma mentira. Eu fico pensando todo dia e toda hora o seguinte: como é que a Globo vai utilizar o Jornal Nacional para dizer: “erramos no caso do Lula”?, questionou.

Vaccari, tesoureiro do PT

“Ah, mas o Vaccari está preso”, diz alguns sobre as acusações que correm contra o PT. Está certo. Vaccari está preso por receber para o partido, na qualidade de tesoureiro do partido, doações para campanha não contabilizada, o chamado Caixa 2. Mas, o Brasil tem mais de 30 partidos e mais de 30 tesoureiros. Onde estão os tesoureiros de partidos como o PSDB, que também receberam doações em forma de Caixa 2?  Soltos, livres! A justiça eleitoral declarou que as doações do PSDB, por exemplo, é Caixa 2, mas, as doações para o PT, é propina.

Injustiça brasileira

Quantas pessoas já foram mortas no Brasil por ação de policiais inescrupulosos? Quantos inocentes estão presos? Com facilidade da internet de alta velocidade, o cidadão comum passou a filmar ações policiais para testemunharem certas atrocidades. Mas, pasmem senhores. Vejam abaixo o Promotor de Justiça de Anicuns, município brasileiro do interior do estado de Goiás, Dr Dani Sales, instruindo policiais o que fazer ao ser filmado por celular. Tirem suas conclusões.

Chico Buarque

O cantor e compositor Chico Buarque, ganhou o troféu mais importante da literatura portuguesa, o Prêmio Camões. Pelo conjunto da obra, e que obra, Chico Buarque é considerado hoje o mais importante intelectual brasileiro. Chico terá um lugar  na história cultural do País, semelhante a importância de Paulo Freire para a educação brasileira. Só para ilustrar, este colunista que vos escreve teve acesso pela primeira vez à música de Chico Buarque em 1978, em São José dos Campos(SP), em plena ditadura militar. Estudava na ETEP, uma das primeiras escolas técnica federal do Vale do Paraíba. Nesta época começavam os movimentos grevistas.  Lula esteve em São José dos Campos liderando uma greve de metalúrgico. Como se sabe, SJC é terra da Ford, Embraer, Jhonson & Jhonson, Avibras, GM, dentre outras.

Reforma previdenciária

Rogéria Nantes Bolsonaro, ex-esposa do presidente e mãe do trio Flávio, Carlos e Eduardo, está tentando se aposentar aos 59 anos antes da Reforma da Previdência do novo governo. Ela está entre os assuntos que estão bombando no Twitter. A ex-mulher de Bolsonaro pode até ter deixado de ser “Bolsonaro”, mas na malandragem continua mantendo os votos com ele.

Suicídios

É impressionante o número de suicídios ocorridos no Brasil somente neste ano. E a maioria dos casos de suicídios não é relatada como tal, para não alarmar a população. Dentre as muitas causas, estão a crise econômica, o desemprego e problemas conjugais.

Assassinatos

Além do assustador aumento do índice de suicídios, o número de assassinatos provocados por policiais aumentou estratosfericamente nos cinco primeiros meses de 2019. Culpa do Bolsonaro? Sim, culpa do Bolsonaro que abriu a temporada de caça humana. Claro, de pobres, negros e gays. Além de policiais assassinos, o advento de Bolsonaro estimulou a ascendência de justiceiros, milicianos e “gente de bem” que se acham autorizados a matarem indiscriminadamente pessoas, como o caso do morador de rua Sebastião Lopes, morto pelo empresário paulista Marcelo Pereira Aguiar (foto). Crime de Sebastião Lopes ? Costumava cobrar por estacionamento e dormir em obra abandonada perto da pizzaria do assassino.

Dia 26, fracasso

Tem tudo para fracassar as manifestações do dia 26 de maio, próximo domingo, em apoio ao governo (que governo?) Bolsonaro. Nem o presidente, nem os ministros e políticos ligados ao governo (que governo?) irão aos “protestos”. O MBL, movimento que ajudou a tirar Dilma e eleger Bolsonaro, também não está participando destes “protestos”. Quem é doido de apoiar aumento da gasolina, do gás, etc?

Ibaneis Rocha

Governadores de 13 estados e do Distrito Federal assinaram nesta terça-feira, 21, uma carta contra o decreto que facilita o porte de armas e o acesso a munições no País, publicado há duas semanas pelo governo Jair Bolsonaro. No documento, eles argumentam que as novas regras podem piorar os índices de violência nos estados, e pedem aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário que atuem para a “imediata revogação” do decreto. O governador do DF, Ibaneis Rocha, fez questão de assinar e divulgar a carta. O DF é um dos mais violentos do País, proporcionalmente. Além de Ibaineis Rocha, assinaram a carta  Flávio Dino (PCdoB-MA), Wellington Dias (PT-PI), Paulo Câmara (PSB-PE), Camilo Santana (PT-CE), João Azevedo (PSB-PB), Renato Casagrande (PSB-ES), Rui Costa (PT-BA) Fátima Bezerra (PT-RN), Renan Filho (MDB-AL), Belivaldo Chagas (PSD-SE), Waldez Góes (PDT-AP), Mauro Carlesse (PHS-TO) e Helder Barbalho (MDB-PA).

Peixe estragado

Ministério Público de Rondônia recebeu denúncia sobre a falta de fiscalização por parte do Estado na atividade da piscicultura, o que vem favorecendo e de certa forma estimulando a consolidação de um grande mercado clandestino de pescado. Segundo um grupo de veterinários, que fez a denúncia, o estado de Rondônia e um dos poucos no Brasil que não cumpre a lei federal 7.889/89 que trata da inspeção sanitária e industrial dos produtos de origem animal.

Comunicado

O Mais RO está agora sob o comando geral do competente jornalista Leivinha Oliveira, ex-editor de O Estadão do Norte. Como se observa, o jornal eletrônico está mais dinâmico, ganhou editorias e passou a cobrir com mais abrangência tudo que acontece no estado de Rondônia. Ao colega Leivinha, boa sorte na empreitada.

(1) O Prêmio Pulitzer é um prêmio norte-americano outorgado a pessoas que realizem trabalhos de excelência na área do jornalismo, literatura e composição musical. É administrado pela Universidade de Colúmbia, em Nova Iorque.

(*) Roberto Kuppê é jornalista e articulista político

  0    

Facebook Comments