Por Roberto Kuppê (*)

Confúcio Moura surpreende

O senador Confúcio Moura (MDB-RO), cujo foco do será exclusivamente na educação, ciência e tecnologia, surpreendeu a todos ao protocolar renúncia à diversos benefícios aos quais tem direito na condição de parlamentar eleito. São estes os benefícios: ajuda de custo, imóvel funcional, auxílio moradia, veículo oficial, cota de combustível e lavagens automotivas; auxílio alimentação, cota e reembolso de telefonia residencial e a possibilidade de auxílio transporte de qualquer tipo. A economia representará mais de R$ 30 mil por mês, o que, em um ano equivale a 360 mil reais. Multiplicando pelos oito anos de mandato, Confúcio Moura vai economizar cerca de R$ 2.880.000,00 (Dois milhões, oitocentos e oitenta mil reais). Ou seja, 3 mil e 200 salários mínimos.

O bobo da corte da vez

Parece que o ex-deputado Lindomar Garçom (PRB-RO) deixou um sucessor, candidato a bobo da corte de Rondônia. O deputado federal coronel Crisóstomo (PSL-RO) deverá fazer companhia aos folclóricos Alexandre Frota (PSL-SP), Tiririca (PR-SP) e Joice Hassellmann (PSL-SP).

Bebianno vive

Na humilde opinião deste articulista, o ex-ministro Gustavo Bebianno Rocha (PSL), vai ficar na geladeira por uns tempos, até o fim da colheita da safra de laranjas. Depois vai retornar em algum cargo. O ministro Moro atuará para que ele não seja investigado ou condenado. Para quem já se esqueceu, um certo Queiroz saiu da mídia e do  radar da justiça brasileira. Graças ao eficiente Moro, claro.

JBS e a verdade

Joesley Batista, da JBS, fez severas denúncia contra membros do judiciário. Disse que o conglomerado apoiou 2.800 políticos com doações eleitorais. Envolveu Temer, Jucá, Aécio Neves e um grande elenco de picaretas. Mas, impressionantemente, só Lula está preso, sem nuca ter sido provado nada contra ele.

O pacote sem combate ao Caixa 2

A criminalização do ‘caixa 2’ foi enviada de modo separado do restante do pacote anticrime que foi entregue na tarde de hoje, na Câmara dos Deputados (foto).  “Houve uma reclamação por parte de alguns agentes políticos que o caixa 2 é um crime grave, mas não tem a mesma gravidade que corrupção, que é crime organizado e crime violento. Acabamos optando por colocar a criminalização do caixa 2 em um projeto à parte, mas tudo está sendo encaminhado no mesmo momento”, afirmou o sinistro Moro.

 

 

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e textoA fala do ministro da Justiça se deu após o pacote anticrime ter sido assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto. Na avaliação de Moro, o crime de ‘caixa 2’ é diferente do crime de corrupção. O ministro ressalta, porém, que o governo lutará para tornar mais clara a tipificação deste tipo de delito. A risada deste articulista será contida.

Nasce uma estrela

Um energético genuinamente rondoniense, produzido pela Lind’Agua. Um filme publicitário realizado por uma produtora de Rondônia, a Ur Mininu Produções. Crocodilos, dinossauros. Mas, o que chamou mesmo a atenção da produção publicitária foi a atriz Daiana Huff, que mais parecia um Indiana Jones de saias. Vejam ao filme:

AGITO'S + Adrenalina do início ao fim!

É PURA ADRENALINA!!

Publicado por Lind'Água em Segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

(*) Roberto Kuppê é jornalista e articulista político (rkuppe@gmail.com)
Facebook Comments