Climatempo: Rio Madeira, em Rondônia, continua em alerta de inundação

Foto reprodução jornal Hora 1 (Globo) desta quinta-feira, 7 de março

nível do rio Madeira, em Rondônia, continua na cota de inundação nesta quinta-feira (7). O transbordamento do rio já afeta dezenas de famílias na capital Porto Velho, que seguem desalojadas e desabrigadas, desde o último fim de semana.

De acordo com o último boletim divulgado pelo Serviço Geológico do Brasil, o nível do rio Madeira estava em 17,34 metros na estação Porto Velho, sendo que a cota limite para o transbordamento é de 17 metros. Em outras estações medidoras como a Abunã, a indicação é de elevação do nível do rio Madeira nas próximas 24 horas.

A previsão do Serviço Geológico do Brasil, é de que o nível do rio Madeira, em Porto Velho, continue acima da cota de inundação pelo menos durante esta quinta-feira (7). As regiões do Médio e Baixo Madeira já vinham sendo afetadas por inundações no final de fevereiro.

Risco de chuva forte

As pancadas de chuva têm sido volumosas sobre a maioria dos estados da Região Norte. Entre às 9 horas de terça-feira (5) e às 9 horas de quarta-feira, o maior volume de chuva foi registrado em Marechal Thaumaturgo (AC), com 87 mm acumulados, pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia. A maior quantidade desta chuva, cerca de 53 mm, foi registrado em duas horas de temporais na manhã desta quarta.

 

Taguatinga (TO) registrou 78,3 mm, Cruzeiro do Sul (AC) 55 mm, Santa Rosa do Tocantins (TO) 52,4 mm e em Marabá 52 mm de chuva, no mesmo período.

Rondônia, em particular, não registrou chuva volumosa nas estações medidoras do INMET nas últimas 24 horas, porém é importante lembrar que a cheia do rio Madeira não é reflexo apenas das precipitações no estado. “A cheia do rio Madeira depende da chuva sobre o norte da Bolívia e de como está o nível do rio Beni. O rio Madeira é a junção dos rios bolivianos, Beni e Madre de Dios e do rio Mamoré, na fronteira com Rondônia”, explica a meteorologista Josélia Pegorim.

 

As pancadas de chuva continuam frequentes sobre o Norte do Brasil com risco de novos temporais localizados. Apenas Roraima, tem ficado sem nenhuma chuva e deve continuar com predomínio de tempo seco. A chuva retorna ao estado no início da semana que vem.

Confira abaixo a estimativa de chuva para a Região Norte nos próximos dias:

mapa_chuva_NO_7.03

Fonte: Climatempo

Facebook Comments