O presidente chinês, Xi Jinping, presidindo um seminário com assessores e ecônomos estatais nesta terça-feira (25), alertou que a segunda maior economia do mundo está enfrentando um “período de mudança turbulenta” e que o aumento do risco dos mercados externos exige que as autoridades contem cada vez mais com a demanda doméstica para estimular o crescimento.

A reunião discutia tendências de médio e longo prazos com vista a preparar o grupo para o planejamento quinquenal exigido pelo Partido Comunista Chinês para a administração do país asiático. O 14° plano deverá ser revelado no ano que vem.

“No próximo período, enfrentaremos cada vez mais ventos contrários no ambiente externo e devemos estar preparados para lidar com uma série de novos riscos e desafios”, comentou o presidente, de acordo com a agência de notícias estatal Xinhua.

Para ele, o mercado doméstico será cada vez mais importante para a economia chinesa, ainda que ele tenha prometido abri-la ainda mais ao mundo.

Devemos cooperar ativamente com todos os países, regiões e empresas que desejem colaborar conosco, incluindo estados, localidades e companhias nos Estados Unidos”, disse.

Atualmente, a relação entre a China e os norte-americanos está bastante conflituosa, com disputas de tarifas há mais de dois anos, sanções por causa da nova “lei de segurança nacional” imposta a Hong Kong e até mesmo o possível banimento do app TikTok dos Estados Unidos por decreto do presidente Donald Trump.

“Essa fala do Xi Jinping não foi para fora, mas foi pra dentro, para o Partido Comunista da China (PCCh), falando o seguinte: vamos ter um período conturbado, mas não é culpa minha e nós vamos precisar conversar com outros países que talvez não sejam tão alinhados, senão, a economia da China vai naufragar”, comentou Max Cardoso no Boletim da Manhã.

E completou o jornalista: “em maio, se eu não me engano, nós tínhamos dito que a China vai passar por um período complicado e provavelmente isso será o início da queda do Xi Jinping dentro do Partido. […] E o problema não é o Xi Jinping, mas o PCCh, no qual o Xi Jinping é só uma marionete. A causa da doença não é o Xi Jinping, mas é o Partido Comunista da China.”

 Fonte: Terça Livre

Com informações, Revista Oeste

Facebook Comments