Chapa 2 “Por Renovação Avante” vence as eleições no SINSEZMAT com 60% dos votos

0
538


As eleições do Sindicato dos Servidores Municipais da Zona da Mata (SINSEZMAT), que abrange os municípios de Rolim de Moura, Alta Floresta, Alto Alegre, Santa Luzia, Novo Horizonte, Parecis e Brasilândia, realizada nesta quinta-feira (5), teve como vencedora a Chapa 2 “ Por Renovação Avante”, de oposição, presidida pela servidora Cris Ortega. O resultado oficial foi anunciado pela Comissão Eleitoral às 01h45 da madrugada desta sexta-feira (6), quando foi encerrada a apuração, com a Chapa 1 da atual diretoria tendo 581 votos e a Chapa 2 teve 883, que representa 60% dos votos válidos.

A Chapa 2, que teve a assessoria jurídica do escritório de advocacia Jesus & Silva Sociedade de Advogados e do advogado Itamar Ferreira, venceu em cinco municípios, incluindo os dois maiores colégios eleitorais, empatou em um e perdeu apenas em Parecis que teve 56 votantes. O processo eleitoral foi conduzido por uma Comissão Eleitoral eleita em assembleia, que conseguiu assegurar um processo transparente e democrático, no qual as duas chapas tiveram amplo direito de fiscalização; sendo que nenhum pedido de impugnação ou denúncia de irregularidade foi registrado pelas duas chapas concorrentes, tanto no processo de coleta de votos quanto na apuração.

Entre as propostas da chapa vencedora estão: mais transparência e participação dos filiados nas decisões do Sindicato; uma forte atuação jurídica, ingressando com ações que já tiveram êxitos em outros municípios e que não tenham sido ingressadas na Zona da Mata; aprovar pauta de reivindicações em assembleias, elegendo comissões de negociações com representação de base e assinatura de acordos só após aprovação da categoria; e estabelecer processos de negociação em cada município, buscando acordos pela via administrativa, mas sempre mantendo a categoria mobilizada para o caso de necessidade de deflagração de greves. Também será feito um levantamento contábil e patrimonial na entidade, não com o objetivo de revanchismo, para que fique transparente em que situação a nova diretoria está recebendo o Sindicato.

Para o advogado e secretário de organização sindical da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Itamar Ferreira, “nesta atual conjuntura, de reforma trabalhistas e imposição de limitação de gastos públicos, é necessário uma atuação sindical que mobilize a base para os inevitáveis enfrentamentos que serão necessários”. A nova presidente eleita, Cris Ortega, se manifestou “agradecendo o voto de confiança dos filiados e conclamou todos servidores, tanto os que votaram na chapa 1 quanto os que votaram na chapa 2 a se unirem a partir de agora, deixando para trás a disputa eleitoral, na busca de reposição de perdas salariais e outros benefícios como Plano de Cargos, Carreiras e salários (PCCS).

Fonte: Assessoria da CUT-RO.

Facebook Comments