Casos de coronavírus devem dobrar nos próximos dias em RO, indica pesquisa da Unir

Pesquisadores da Universidade Federal de Rondônia (Unir) acompanham o avanço da Covid-19 no estado. Segundo projeção apresentada pela última pesquisa, os casos do novo coronavírus podem dobrar nos próximos dias. Até esta terça-feira (16), o estado já soma 13.010 confirmações e 346 mortesEm 24 horas, foram 830 casos diagnosticados.

De acordo com uma previsão baseada em um modelo matemático realizado pelos professores Tomás Daniel Menendez e Ana Lúcia Escobar, os rondonienses estão sentindo, agora, o relaxamento das normas de isolamento da última quinzena de maio.

“Se continuar a tendência de aumento que temos até hoje, a gente poderia chegar nos 20 mil casos no estado de Rondônia”, explicou Tomás Daniel.

Os dados não contam com as subnotificações e as medidas de isolamento restritivo da última semana. Porém, tais ações devem começar a refletir em 10 dias.

Seguindo a pesquisa, a diminuição no quantitativo de infecções não deve ser muito expressiva. A demora do resultado também pode ser um fator agravante de disseminação do novo coronavírus.

A grande preocupação é se o relaxamento nas medidas de prevenção não reflita no futuro. “É uma questão do próprio povo tentar entender que se você não tem necessidade de saír por aí, é melhor ficar em casa”, orientou Menendez.

As estatísticas apontam que, até esta terça-feira (16), os casos estão divididos da seguinte forma:

  • 4.649 pessoas recuperadas;
  • 346 óbitos;
  • 405 pacientes internados;
  • 43.687 testes feitos;
  • 295 casos suspeitos aguardando resultado.

Ainda de acordo com a pasta, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 76,6% até esta terça-feira.

Porto Velho é a região com o maior número de infectados: são 8.136 confirmações. Depois vem Ariquemes (813), Guajará-Mirim (766) e São Miguel do Guaporé (580).

Distanciamento social controlado

O Governo de Rondônia publicou nesta terça o decreto de Distanciamento Social Controlado, anunciado no último domingo (14). O documento nº 25.138 estende a declaração de Estado de Calamidade Pública em todo o território rondoniense e flexibiliza a abertura gradual do comércio —desde que seja observado o impacto no sistema de saúde pública estadual.

Conforme o governo, a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o avanço na confirmação de casos do novo coronavírus são parâmetros para determinar o nível de medidas restritivas em cada município (veja o que abre e fecha em cada fase).

É entendido como Distanciamento Controlado o monitoramento constante da evolução da pandemia e suas consequências sanitárias, sociais e econômicas, com base em evidências científicas. Observando o sistema de saúde e segmentações setorizadas das atividades econômicas, visando o equilíbrio entre a preservação da vida e os valores sociais do trabalho.

Fonte: G1

Facebook Comments