Casa da mulher que recebeu bebê arrancado da mãe é incendiada em Porto Velho

Na noite de quinta-feira (24), a casa de Catia Barros Rabelo, de 34 anos, presa acusada de tramar junto com adolescentes, a morte de Fabiana Pires Santana para ficar com o bebê dela a fim de dar o golpe da barriga em um garimpeiro foi completamente incendiada.

A residência de Catia Barros é localizada na rua Rual Soares, no bairro Cidade Nova, Zona Sul de Porto Velho. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados assim que o fogo iniciou.

Segundo o Boletim de Ocorrência, os policiais militares receberam a informação sobre o fogo através de uma denúncia anônima. No local, testemunhas relataram à Polícia que no dia anterior, a família da suspeita retirou os móveis da casa temendo que isso pudesse acontecer. Boa parte da residência de madeira foi destruída pelo fogo.

O recém-nascido de Fabiana Pires foi arrancado da barriga da mãe com um estilete pela irmã dela, uma adolescente de 13 anos, com a ajuda do filho de Catia Barros, outro menor de 15 anos. O crime resultou também na morte de Gustavo Henrique de 7 anos, que presenciou o assassinato da mãe. Os quatro adolescentes que confessaram participação nos crimes foram apreendidos na última terça-feira (22) e estão na Unidade de Internação da capital.

Fonte: Rondonoticias

Facebook Comments