Cargill reforça o compromisso com as cadeias produtivas livres de desmatamento

A Cargill está presente em Rondônia. Foto Diário da Amazônia
Novas políticas de sustentabilidade e compromisso com os direitos humanos reforçam a intenção da empresa em operar cadeias produtivas mais sustentáveis, apoiando o desenvolvimento agrícola
São Paulo, 21 de fevereiro de 2019 – A Cargill opera na intersecção entre a agricultura e os negócios, conectando agricultores aos consumidores em todo o mundo. Atualmente, a Companhia adotou medidas para avançar com o seu compromisso de proteger as florestas e promover o desenvolvimento agrícola rural em todas as suas cadeias produtivas e lançou uma Política Sustentável de Soja para a América do Sul, umCompromisso com os Direitos Humanos e uma atualização da Política de Florestas.

“A agricultura e as florestas podem e devem coexistir”, afirma Dave MacLennan, presidente e CEO da Cargill. “O mundo depende da agricultura para alimentar uma população cada vez maior, mas também depende da viabilidade de longo prazo dos nossos recursos naturais. Liderar transformações setoriais significa que podemos inovar, desafiar o que é possível e garantir que as pessoas e o planeta tenham o que precisam para as gerações que virão”.

Com a publicação das três políticas, a Cargill delineou uma abordagem completa para as cadeias produtivas sustentáveis em soja, cacau e palma. As políticas foram desenhadas para:

  • Alcançar cadeias produtivas livres de desmatamento que também protejam a vegetação nativa para além das florestas.
  • Promover a produção responsável, em benefício dos agricultores e comunidades vizinhas. Até o momento, a empresa já treinou mais de 250.000 produtores em boas práticas agrícolas nas três cadeias produtivas, incluindo treinamentos conduzidos em parceria com The Nature Conservancyna cadeia produtiva da soja.
  • Respeitar e defender os direitos dos trabalhadores, povos indígenas e comunidades.
  • Manter padrões de transparência por meio de relatórios de métricas e progressos importantes, vinculados a planos de ação com prazos determinados
  • Endereçar reivindicações de stakeholders externos em tempo hábil, e se forem identificados incidentes, tomar as medidas corretivas necessárias incluindo, mas não se limitando a, medidas disciplinares ou comerciais.
  • Trazer uma perspectiva externa aos esforços de sustentabilidade da empresa por meio de um Conselho Consultivo Externo.

As políticas reforçam a intenção da Cargill em fazer as mudanças necessárias para alcançar cadeias produtivas livres de desmatamento. Apesar disso, uma única empresa não consegue alcançar desmatamento zero sozinha. A Cargill uniu forças com parceiros do setor, fornecedores diretos e indiretos, clientes, governos e grupos de agricultores, visto que as práticas de desmatamento e conversão de terras são movidas por forças econômicas complexas que abrangem todo o mundo.

“Acabar com o desmatamento requer um equilíbrio de prioridades ambientais, econômicas e sociais concorrentes”, afirma Ruth Kimmelshue, vice-presidente sênior da Cargill Business Operations and Supply Chain. “Nos comprometemos em reunir os stakeholders críticos necessários para atingir o nosso objetivo comum: cadeias produtivas livres de desmatamento em todo o mundo”.

“Por mais de 15 anos, trabalhamos com a Cargill e produtores no Brasil para promover práticas agrícolas sustentáveis e proteger as florestas”, disse David Cleary, diretor de agricultura global da The Nature Conservancy. “Políticas abrangentes de sustentabilidade, combinadas com ações locais, ajudarão a garantir a preservação dos biomas, não apenas hoje, mas nos próximos anos. Houve um bom progresso, mas o trabalho deve continuar para acabar com o desmatamento”.

Os compromissos de sustentabilidade da Cargill são orientados por seu propósito – nutrir o mundo de forma segura, responsável e sustentável. A Companhia estabeleceu um Hub de Sustentabilidade Corporativo para garantir que os esforços sejam operacionalizados em toda a organização. O Hub compartilha as lições e as melhores práticas em todas as cadeias produtivas da empresa e com a indústria para conduzir uma transformação setorial.

Leia também:

Cargill investe no terminal de grãos em Porto Velho

Para saber mais sobre os compromissos de sustentabilidade da Cargill, acessehttp://www.cargill.com/sustainability

Sobre a Cargill

Os 155 mil funcionários em 70 países trabalham para atingir o propósito de nutrir o mundo de maneira segura, responsável e sustentável. Todos os dias, conectamos agricultores com mercados, clientes com ingredientes e pessoas e animais com os alimentos que precisam para prosperar. Unimos 153 anos de experiência com novas tecnologias e insights para sermos um parceiro confiável aos clientes dos setores de alimentos, agricultura, financeiro e industrial em mais de 125 países. Lado a lado, estamos construindo um futuro mais forte e sustentável para a agricultura. No Brasil desde 1965, somos uma das maiores indústrias de alimentos do País. Com sede em São Paulo (SP), estamos presentes em 17 Estados brasileiros por meio de unidades industriais e escritórios em 160 municípios e mais de 10 mil funcionários. Para mais informações, visitewww.cargill.com e a central de notícias.

Facebook Comments