CANDIDATOS A GOVERNADOR EVITAM DEBATER COM VICE DE TON

fat

Os candidatos a governador Expedito Júnior (PSDB), Confúcio Moura (PMDB) e Jaqueline Cassol (PR) ameaçaram se retirar do debate da Unir, realizado ontem à noite (12/9), caso a candidata a vice-governadora do PT, Fatinha, representasse Padre Ton no evento. O debate aconteceu no campus da Unir e foi promovido pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE).

Fatinha já estava sentada entre os debatedores, quando os outros candidatos ameaçaram deixar o recinto. Eles alegaram, por meio de suas assessorias, que o fato de o candidato do PT, Padre Ton, não estar presente (por já ter um compromisso anterior em Guajará-Mirim) não daria à sua Vice o direito de substituí-lo.

Os membros do DCE ficaram numa situação difícil, pois não consta nenhuma proibição explícita na Ata que registrou as regras do debate. Por outro lado, caso os demais candidatos abandonassem o recinto, o evento seria um fiasco.

Diante da ameaça, os coordenadores do evento cederam à pressão e, visivelmente constrangidos, perguntaram aos demais candidatos se realmente era a vontade de todos que Fatinha se retirasse. Apenas o candidato Pimenta de Rondônia (Psol) não se manifestou, enquanto os outros responderam “sim”.

Sem alternativa, a candidata do Partido dos Trabalhadores levantou-se de sua cadeira e desceu do palco, que fora montado especialmente para o acontecimento. Do lado de fora, Fatinha lamentou o episódio. “Embora o PT não tenha participado das decisões das regras, os organizadores aceitaram a minha inscrição e já sabiam que Padre Ton não estaria presente por já ter feito compromisso anterior”, observou a vereadora de Porto Velho.

“Ficou a imagem, para todos os presentes, que alguns candidatos não me respeitaram por eu ser mulher ou simplesmente demonstraram estar com medo do crescimento de Padre Ton junto aos eleitores”, declarou Fatinha. “Mesmo se existisse esta regra, além de injusta ela seria absurda, considerando que o vice substituirá o próximo governador, qualquer que seja o resultado da próxima eleição”, finalizou.