Candidatos a governador apresentam propostas para a educação na 7ª Conferência do Sintero

0
205


Quatro dos nove candidatos a governador de Rondônia atenderam ao convite do Sintero e participaram da abertura da 7ª Conferência Estadual dos Trabalhadores em educação, que começou nesta quinta-feira, dia 20/09 e se encerra nesta sexta-feira, dia 21/09, em Cacoal.

Acir Gurgcaz (PDT), Coronel Charlon (PRTB), Pedro Nazareno (PSTU) e Pimenta de Rondônia (PSOL) mantiveram contato com mais de 300 trabalhadores em educação integrantes de delegações de todo o estado, apresentaram propostas para a educação, falaram de seus planos de governo, responderam a perguntas e assinaram um Termo de Compromisso com a educação.

Não compareceram ao evento, embora tenham sido convidados os candidatos Expedido Júnior (PSDB), Maurão de Carvalho (MDB), Vinícius Miguel (REDE), Coronel Marcos Rocha (PSL) e Comendador Valclei Queiróz (PMB).

O candidato Expedito Júnior (PSDB) respondeu ao convite informando que não poderia comparecer devido a compromissos agendados anteriormente, mas assinou o Termo de Compromisso coma Educação e enviou cópia à Direção do Sintero.

A 7º Conferência Estadual dos Trabalhadores em Educação iniciou com uma cerimônia que teve na mesa principal a presidente do Sintero, Lionilda Simão, o governador Daniel Pereira, a representante da Seduc em Cacoal, Marlene Ceconi, a secretária municipal de educação de Cacoal, Rosely Maria Dias Vieira, a secretária de Gênero da CUT/RO, Marileth Soares Deniz, e Walisson Rodrigues de Almeida, da Frente Brasil Popular.

Quatro dos nove candidatos a governador de Rondônia atenderam ao convite do Sintero e participaram da abertura da 7ª Conferência Estadual dos Trabalhadores em educação, que começou nesta quinta-feira, dia 20/09 e se encerra nesta sexta-feira, dia 21/09, em Cacoal.

Acir Gurgcaz (PDT), Coronel Charlon (PRTB), Pedro Nazareno (PSTU) e Pimenta de Rondônia (PSOL) mantiveram contato com mais de 300 trabalhadores em educação integrantes de delegações de todo o estado, apresentaram propostas para a educação, falaram de seus planos de governo, responderam a perguntas e assinaram um Termo de Compromisso com a educação.

Não compareceram ao evento, embora tenham sido convidados os candidatos Expedido Júnior (PSDB), Maurão de Carvalho (MDB), Vinícius Miguel (REDE), Coronel Marcos Rocha (PSL) e Comendador Valclei Queiróz (PMB).

O candidato Expedito Júnior (PSDB) respondeu ao convite informando que não poderia comparecer devido a compromissos agendados anteriormente, mas assinou o Termo de Compromisso coma Educação e enviou cópia à Direção do Sintero.

A 7º Conferência Estadual dos Trabalhadores em Educação iniciou com uma cerimônia que teve na mesa principal a presidente do Sintero, Lionilda Simão, o governador Daniel Pereira, a representante da Seduc em Cacoal, Marlene Ceconi, a secretária municipal de educação de Cacoal, Rosely Maria Dias Vieira, a secretária de Gênero da CUT/RO, Marileth Soares Deniz, e Walisson Rodrigues de Almeida, da Frente Brasil Popular.

Almeida, da Frente Brasil Popular.

Ao discursar, o governador Daniel Pereira relembrou um pouco da história do Sintero como um dos fundadores do sindicato. Ele destacou alguns dos principais momentos da luta do Sintero e disse que a educação precisa eleger um representante para a Assembleia Legislativa.”Me orgulho do meu primeiro ato como governador, que foi a assinatura da lei que concedeu aumento salarial aos Professores e aos Técnicos Educacionais”, disse.

A presidente do Sintero, Lionilda Simão, destacou o tema da Conferência, “Educação: Participação Política e Fortalecimento da Democracia”. “Esse tema foi de propósito devido ao momento em que estamos vivendo, às vésperas das eleições, para discutir a importância da participação dos eleitores na mudança que precisamos fazer na política”.

Como instituição que agrega uma categoria responsável pela formação de cidadãos, segundo Lionilda Simão, o Sintero, não poderia deixar de dar a sua contribuição ao processo.

Ela criticou políticos que buscam o voto popular mas acabam atuando contra os interesses dos trabalhadores, como ocorreu na aprovação da reforma trabalhista e na aprovação da PEC do teto dos gastos. “Agradeço a vocês, candidatos, que aceitaram o nosso convite e tiveram a coragem de vir aqui, apresentar suas propostas e discutir educação com a nossa categoria”.

Depois da cerimônia de abertura, cada candidato teve 10 minutos para apresentar suas propostas para a educação.

 

Acir Gurgcaz

O candidato a governador pelo PDT, Acir Gurgcaz, destacou sua gestão como prefeito de Ji-Paraná, apresentando um relato positivo na educação. Disse que se for eleito vai fazer um governo sem burocracia, com a implantação de um gerenciamento com responsabilidade. Ele prometeu valorizar os servidores públicos e disse que vai investir mais na educação.

 

 

 

 

Coronel Charlon

O candidato Coronel Charlon (PRTB) elogiou a atuação do Sintero na defesa dos trabalhadores em educação e destacou que a educação precisa ter um representante na Assembleia Legislativa. Ele declarou que é contra a militarização de escolas, pois, segundo o candidato, a Polícia Militar tem sua função definida na legislação, onde não está incluóda a gestão de escolas. Ele considera que a solução é fortalecer a educação pública, e defende uma ampla auditoria na Seduc. Finalizou defendendo o concurso para vigias de escolas, como solução para a falta de segurança nas unidades escolares.

Prometeu defender os servidores públicos.

 

 

Pedro Nazareno

Já o candidato Pedro Nazareno (PSTU) não poupou críticas aos governos recentes. Prometeu cumprir o Plano Estadual de Educação (PEE), aperfeiçoar a gestão democrática e retornar os vigias de escolas. Criticou os candidatos que, apesar de ligados ao capital, buscam abrigo em partidos de esquerda. Disse que vai promover cursos de qualificação e aperfeiçoamento para os profissionais da educação, valorizar a categoria com melhores salários e para obter os recursos necessários, vai agir com firmeza no compate à corrupção.

 

 

 

Pimenta de Rondônia

O candidado do PSOL, Pimenta de Rondônia, defendeu o voto em representantes da educação e disse que se for eleito vai promover o respeito aos direitos da mulher, vai cumprir o Plano Estadual de Educação e vai nomear secretário de Educação escolhido pela categoria, priorizando a competência. Foi bastante aplaudido quando disse que vai defender a manutenção de gratificações aos servidores que se afastam para tratamento de saúde. Finalizou prometendo equipar melhor as escolas com laboratórios e melhorar a sociedade com educação e cidadania.

 

 

 

PERGUNTAS DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO

Na sequência os candidatos passaram a responder perguntas elaboradas por escrito pelos trabalhadores. O primeiro sorteado foi o candidato Pimenta de Rondônia (PSOL), que respondeu uma pergunta sobre as perdas salariais dos trabalhadores em educação. Ele disse que se for eleito vai atuar junto com a Assembleia Legislativa e buscar mais recursos para a educação. Apontou como uma solução a utilização do dinheiro que está sendo pago na dívida do Beron.

O candidato Coronel Charlon (PRTB) foi o segundo sorteado e respondeu pergunta sobre concurso público para Técnicos Educacionais. Disse que vai fazer todos os concursos necessários desde que o governo tenha dinheiro para chamar os aprovados, pois, segundo ele, não adianta fazer concurso só para arrecadar o dinheiro da inscrição e deixar os aprovados frustrados.

Acir Gurgcaz (PDT) foi sorteado em seguida e respondeu pergunta sobre como melhorar o salário dos servidores. Disse que vai promover o diálogo permanente para buscar soluções visando à melhoria salarial dos servidores. Disse que vai manter um diálogo entre a Seduc, a Sefin e o Sintero em uma mesa de conversação, pois sem salário justo não há como melhorar a qualidade do ensino.

Pedro Nazareno (PSTU) foi o último a responder, e foi indagado sobre a militarização de escolas. Destacou que tem como candidata a vice uma mulher, professora, e por isso vai ter propriedade para tratar dos assuntos da educação. Disse que é preciso fortalecer a educação sem militarização, e garantiu que não haverá demissões, ao contrário, vai promover concurso para preencher os cargos vagos.

 

Termo de Compromisso com a Educação

 

A mesa de conversa com os candidatos a governador foi encerrada com um pronunciamento da presidente do Sintero, Lionilda Simão.

Ela reiterou o compromisso do Sintero com a democracia, a responsabilidade da classe trabalhadora nessas eleições, e a importância da Conferência para reforçar entre os candidatos o pensamento de que a educação é importante e que não pode seer tratada com descaso.

Lionilda Simão destacou, ainda, a importância do contato dos candidatos com os trabalhadores em educação, a maior categoria de servidores, composta por formadores de opinião, e isso pode determinar o rumo das eleições, lembrando que governantes que menosprezaram a educação e os demais servidores públicos não foram reeleitos, referindo-se à demissão dos 10 mil servidores estaduais.

No encerramento do primeiro dia de conferência, os candidatos assinaram o Termo de Compromisso com a Educação.

      

     

Fonte: Sintero

Facebook Comments