PORTO VELHO – Os amigos e amigas do Buraco do Candiru, boteco mais charmoso de Porto Velho, continuam os esforços para manter a confraria de portas abertas durante a pandemia da Covid-19.

Desta vez, a ação solidária vai sortear a bezerrinha nelore PO Princesa, um oferecimento da Fazenda Valentina e da Vinil Arte Comunicação Gráfica. Ela tem o valor de 2 mil reais e o vencedor da apuração pode escolher em ficar com o animal ou pegar o dinheiro, que será depositado por PIX ou TED no mesmo dia, após o sorteio.

Como participar

A cota mínima é de 50 reais, que dá direito a um número da sorte para a apuração do vencedor ou vencedora da bezerrinha. As vendas vão durar de 15 a 20 dias ou enquanto todos os números forem esgotados.

No decorrer da campanha, todas as noites haverá o leilão virtual de várias prendas, como bebidas especiais (rum cubano, cachaças, pisco e vinhos portugueses), além de 15 canecas personalizadas do Buraco do Candiru e 10 tábuas de churrasco decorativas, com o nome e escudo do time de futebol de quem arrematar as peças.

“É importante a gente manter o Buraco do Candiru aberto, pois já virou um tradicional ponto de encontro da nossa cidade. Se cada um comprar uma cota, já ajuda bastante. Por isso, estamos apoiando essa causa muito importante”, disse José Ferreira, confrade do Buraco do Candiru, proprietário da Fazenda Valentina e da Vinil Arte Comunicação Gráfica.

Os interessados podem entrar em contato nas páginas do Facebook e Instagram do Buraco do Candiru ou pelo telefone com WhatsApp (69) 99385-1901. Já as chaves para fazer o PIX e participar da iniciativa são: CPF 16280865215 (Banco Sicoob) e CPF 40861635272 (Banco do Brasil).

“A pessoa faz a transferência, nos envia o comprovante e adicionamos no grupo de WhatsApp. Assim ela pode acompanhar todas as ações da campanha de arrecadação, incluindo os leilões virtuais que acontecerão todas as noites. Não há limite da compra de cotas. Se a pessoa quiser e puder, pode adquirir uma, cinco ou 10 cotas. O importante é ajudar!”, disse Marcus Vinícius Danin, um dos fundadores e proprietário da Confraria do Buraco do Candiru.

Autor: Felipe Corona

 

Facebook Comments