Brito do Incra tomou posse como diretor de Ordenamento da Estrutura Fundiária do órgão

0
135
O servidor da superintendência do Incra em Rondônia, Cletho Muniz de Brito, tomou posse como novo diretor de Ordenamento da Estrutura Fundiária, dia 9 de outubro, na sede da autarquia, em Brasília (DF).


A diretoria tem como atribuições gerenciar e promover o ordenamento do território nacional. É responsável pelo cadastro e certificação de imóveis rurais públicos e privados, assim como o controle da aquisição de terras por estrangeiros. Coordena também as ações de regularização fundiária de terras públicas federais fora da Amazônia Legal e a execução das atividades de identificação, reconhecimento, delimitação, demarcação e titulação das áreas ocupadas pelos remanescentes de quilombos no país.

Durante a assinatura do termo de posse, Brito destacou que pretende dar continuidade às ações da área com atenção especial para a regularização fundiária de terras públicas rurais. “Com 38 anos de trabalho na autarquia, assumo com orgulho a gestão da diretoria, que tem a importante missão de gerenciar o territorial nacional.”

Currículo

Brito é natural de Nanuque (MG) e graduado em Administração de Empresas. Tem pós-graduação em Administração Pública e em Gestão Ambiental.

Servidor do Incra desde setembro de 1981, já ocupou diversos cargos e funções na autarquia: executor do Projeto de Assentamento São Felipe, em São Felipe do Oeste, de 1988 a 1989, e do Projeto Fundiário de Corumbiara, em Pimenta Bueno, de 1990 a 1994, em Rondônia.

Na regional da autarquia no estado ocupou o cargo de superintendente titular de 1995 a 1996 e de 2016 a 2018. Foi ainda superintendente adjunto de 1997 a 1998 e substituto de 2012 a 2014. Foi nomeado também chefe da Unidade Avançada de Pimenta Bueno, de 2000 a 2004, da Divisão de Ordenamento da Estrutura Fundiária, em 2012, e da Divisão de Desenvolvimento de Projetos de Assentamentos, em 2013.

No Governo de Rondônia foi coordenador técnico e secretário adjunto da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, respectivamente, nos períodos de 2005 a 2006 e de 2008 a 2010.

Assessoria de Comunicação Social do Incra
Facebook Comments