Foto: Ilustrativa

Desde o início do ano, há relatos de que animais podem contrair o coronavírus, inclusive com leões e tigres confirmados com o vírus em um zoológico em Nova York e gatos domésticos na China. Agora, no entanto, essa se tornou uma realidade mais próxima, com o primeiro animal de estimação a ser diagnosticado no Brasil: uma gata da cidade de Cuiabá (MT).

A Secretaria de Saúde da capital do Mato Grosso confirmou o caso, mas a situação ainda passa por investigação. Outros animais da família também estão sendo estudados, incluindo outro gato e um cachorro.

A gata, com poucos meses de idade, foi infectada depois seus donos se contaminaram em uma festa de família, sem saber que um dos participantes estava infectado. O diagnóstico do animal veio após realização de teste molecular PCR, que confirmou a presença do vírus no organismo, apesar de a gata não demonstrar nenhum sintoma da Covid-19.

Como relata o jornal O Globo, a descoberta partiu da iniciativa de Valéria Dutra, professora da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). Ela foi convocada para auxiliar na testagem de pessoas graças à experiência com exames PCR, mas aproveitava para perguntar aos pacientes confirmados com Covid-19 se eles tinham animais de estimação e se eles aceitariam que eles também fossem testados para a doença.

Ela explicou que portadores de altas cargas virais no organismo têm maior risco de transmissão do coronavírus, e a família da gata se enquadra nesta categoria.

Pelo que se sabe, até o momento, a transmissão do vírus para animais de estimação é raríssima. Até julho, foram registrados apenas 10 casos confirmados de cães e gatos e todos foram assintomáticos ou registraram apenas sintomas leves, mas, por segurança, é uma boa ideia evitar a proximidade com o animal caso você tenha sido diagnosticado com Covid-19, e evitar que eles saiam às ruas, evitando que eles contraiam o vírus fora de casa. A medida também evita que eles transmitam a doença contraída de seus donos para os outros, ainda que não haja qualquer registro desses animais transmitindo o vírus para seres humanos.

Fonte: Olhar Digital

Facebook Comments