Bombeiros alertam sobre cuidados com vazamentos de gás de cozinha

O gás de cozinha é item essencial no dia a dia da dona de casa, do pai de família, do empresário, do comerciante, entre tantas outras pessoas que utilizam esse produto, fonte de energia para os lares brasileiros. Também conhecido como Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), a botija é composta por uma mistura de gases derivados do petróleo, e por ser altamente inflamável deve ser manuseada corretamente.

O manuseio incorreto ou a falta de atenção propiciam em graves acidentes domésticos, explica Marcos Paiva, tenente do 1º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Rondônia. Segundo ele, existe o mito de que a botija de gás explode em casos de vazamentos, quando na verdade a explosão ou incêndio foi causado por outros fatores.

“Este ano tivemos 36 ocorrências com vazamento de gás de cozinha. Em sua maioria por manuseio incorreto da botija. Prontamente nossas equipes, através do 193 (Serviço de Urgência e Emergência), conseguem lidar com a situação. Mas é preciso adotar medidas de segurança”, alertou.

Segundo Marcos, quando há vazamento de gás, não é a botija que explode, mas sim o ambiente, que por está tomado pelo gás, ao entrar em contato com qualquer faísca, ou energia elétrica, acaba gerando uma grande explosão.

Um caso recente que está sendo investigado aconteceu em Porto Velho em agosto deste ano. Ao entrar em casa, um idoso sem saber do possível vazamento de gás teria acendido a luz, e a casa sofreu uma grande explosão sentida por moradores próximos à casa atingida. O idoso de 74 anos morreu com o desabamento da estrutura e uma criança de oito anos ficou ferida.

Segundo o tenente, ao notar um possível vazamento de gás, a recomendação é abrir portas e janelas para que o ar possa sair, não acender luzes nem qualquer aparelho ligado à energia e ainda chamar os órgãos de segurança.

“Em muitos casos o vazamento de gás também ocorre devido à qualidade da mangueira que pode estar vencida, danificada ou com irregularidades. Um teste fácil de saber para verificar se há vazamento de gás é misturar uma pequena quantidade de sabão em pó com água e jogar entre a botija e o registro, se sair bolhas de ar é porque há vazamento”, explicou.

Dicas

Antes de tudo, a recomendação é sempre fazer a instalação correta da botija de gás, buscando botijas e mangueiras de qualidade, verificando sempre a validade dos produtos. Armazenar o gás em locais ventilados, e nunca passar a mangueira por trás da botija. Em caso de vazamento fechar o registro do gás e deixar a ventilação natural entrar. Não colocar a botija próxima a locais que possam propiciar chamas ou faíscas (tomadas, interruptores) e sempre procurar ajuda profissional, acionando o 193 .

“Essa prevenção é importante para evitar acidentes. Também realizamos um trabalho educativo por meio de palestras e orientações para que mais pessoas saibam como manusear corretamente a botija de gás, afim de evitar graves acidentes”, finalizou.

Fonte: Secom

Facebook Comments