Bomba! Ala do PT se rebela e segue mesmo rumo de Ivo Cassol

0
1450


PORTO VELHO- Após a inusitada e impensável aliança entre os dois arquiinimigos políticos Ivo Cassol (PP) e Acir Gurgacz (PDT), uma ala rebelde do PT está articulando fechar também com o pedetista ao governo de Rondônia. Em que pese ambos os partidos já tenham caminhado juntos no passado, o PT tem candidato próprio e esta articulação está sendo classificada como estapafúrdia e rebelde. Diante deste levante, o PT deverá anunciar já neste sábado chapa puro sangue, ” de cabo a rabo”, havendo possibilidade de compor com PSOL e PSTU.

O histórico petista David Nogueira lembrou que conhece Ivo Cassol e sua turma há mais de 20 anos. “Sempre foram o que são. Representam, não apenas a ala conservadora da política, mas encarnam o que há de pior na política em gestos, palavras e ações.
As pérolas ditas não foram só bravata de um fanfarrão endinheirado, mas elas desnudavam aquilo que Cassol sempre foi”, disse. Dentre as pérolas, Nogueira destacou: “Se Sem Terra fosse frango… eu comia um todos os dias”.  “Todos lembramos dos adjetivos destinados à Dilma, ao Lula, à Fátima como senadora, aos sindicalistas, aos professores, aos trabalhadores e trabalhadoras… além, claro, de sua ação golpista em Brasília. Nossa memória é razoável, logo, sabendo quem ele sempre foi, nada daquilo nunca nos surpreendeu”, disse Davi Nogueira.

De acordo com David Nogueira,  um pequeno número de petistas é entusiasta (mais uma vez) dos olhos e da forma como Cassol toca a política em Rondônia desde a sua meliante passagem pela Prefeitura de Rolim de Moura, cuja herança principal é uma pena de cadeia de 4 anos a ser postergada por uma Justiça cega e surda.

Há duas hipóteses a serem desvendadas para esse persistente movimento ideológico de poucos “militantes” eleitorais no rumo dos “honestos, sinceros e acolhedores braços de Ivo Cassol”.

Ou Ivo Cassol sofreu uma abdução e tornou-se uma figura a caminho da esquerda defendendo um projeto nacionalista inclusivo, solidário e participativo…

Ou alguns militantes partidários deveriam ter aproveitado a janela de transferência, assumido sua caminhada em direção à direita e pedido, sem pestanejar, a filiação ao DEM ou ao PP, como fez o nobre Padre de Cacoal, ao admitir sua enrustida paixão pelas diretrizes ideológicas do Homem do Chapéu e pelo PP (um direito democrático dele).

“Pensar em compor com Cassol é acintoso; propor é abusivo; realizar é traição à nossa história”, ponderou David.

O PT (com um forte nome de Mulher na disputa pelo Senado) tem o maior tempo de Rádio e de Televisão destas eleições. Mídia é o pote de ouro do processo. Há uma Conjuntura Nacional a exigir o debate do Brasil em todos os espaços possíveis. Ao entregar o tempo de mídia sem, contudo, garantia de vaga na Chapa Majoritária, o PT abre mão dessa discussão em Rondônia e passa a fazer política nos mesmos moldes das Siglas mais atrasados e lambuzados da região.

“Afinal, quem somos nós hoje?”

Alguém acredita, aceita ou imagina que a base do PT irá concordar em subir no mesmo palanque com Cassol para fazer política e pedir votos pelo Brasil???
A “Delegação Institucional” de comando partidário tem limites históricos a serem respeitados com fronteiras intransponíveis. O PT não tem dono e nem existe para realizar desejos ou sonhos pessoais.

Existimos pela consolidação de uma país melhor para todos e todas, pela prática de uma política libertadora, inclusiva, participativa e por ideais claramente definidos em nossos documentos históricos.

O que somos, representamos e construímos está (mais que simbolicamente) preso hoje numa fria cela em Curitiba a espera de nossos gestos e luta nos Estados ou nos espaços em que atuamos.

Esconder o PT em Rondônia do debate da pauta nacional, como seria o desejo de alguns, resume-se, basicamente, a três conceitos:
Oportunismo vesgo, Covardia Congênita e Traição Histórica.

Há outros caminhos e as pessoas necessitam saber (e confiar) que o PT continua a ser a esperança renovada de uma prática política virtuosamente diferente.

David Nogueira
Filiado PT

Facebook Comments