Bolsonarista, deputada do PDT que votou mais uma vez a favor da PEC do Calote, vai deixar o partido em março

BRASILIA- “Bolsonaro e sua turma estão usando o Auxílio Emergencial como desculpa para aumentar a maior roubalheira da história. A tal PEC DO CALOTE não passa de um cheque branco para eles tentarem isso. O PDT disse não!”, disse hoje, 10 de novembro, o pré-candidato à presidência, Ciro Gomes. Porém, cinco deputados do partido votaram a favor, dentre eles, a deputada Silvia Cristina (PDT-RO).

E não há mais como segurar Silvia Cristina no PDT. Não é a primeira vez que a parlamentar eleita com votos da esquerda rondoniense, votou contra a orientação do partido. Ela é uma dos parlamentares do PDT que votaram nesta madrugada a favor da PEC dos Precatórios. E ela é uma dos três a ter  histórico de apoiar os projetos de interesse do governo, alguns deles amplamente criticadas por siglas de esquerda, espectro político em que está o partido, como a reforma da Previdência, a proposta de implementação do voto impresso, bandeira de Jair Bolsonaro, que foi derrotada no Congresso Nacional.

Presente na inauguração da ponte sobre o rio Abunã, em maio deste ano, com a presença de Jair Bolsonaro, a deputado fez questão de ser fotografada com bolsonaristas como o ministro Tarcísio Freitas, da Infraestrutura. Cristina também foi fotografada toda sorridente com a primeira dama Michele Bolsonaro.

A deputada, que milita pelo partido desde cedo e foi a primeira negra eleita pelo estado, já enfrentou processo interno na Comissão de Ética do partido.

Ela deverá deixar a legenda na janela partidária que se abrirá em março.

Além de Silvia Cristina, mais cinco deputados votaram a favor da PEC do Calote: Lúcio Mosquini (MDB), Jaqueline Cassol (PP), Mariana Carvalho (PSDB), coronel Cris (PSL) e Expedito Netto (PSD). A PEC dos Precatórios ainda vai pro Senado.

Fonte: Mais Rondônia

 

Facebook Comments