•  blogcha
    Embora ainda timidamente, em decorrência das chuvas, o consórcio formado pelas empresas Equipav, Concresolo, Madecon, contratado pelo DNIT para a realização das obras remanescentes dos viadutos na área urbana de Porto Velho começou ontem a trabalhar no que, por enquanto, é possível fazer. As máquinas começaram a operar na terraplenagem da marginal esquerda da travessia urbana, nas proximidades da Faro, para a implantação do sistema de drenagem.
    A diferença, agora, é que os trabalhos começaram para não parar mais até a conclusão de todos os viadutos e passagens inferiores da rodovia. A informação é do superintendente regional do DNIT, engenheiro civil Fabiano Martins Cunha, que fez questão de acompanhar o início dos trabalhos e reafirmar seu compromisso de finalmente entregar os viadutos à comunidade portovelhense e demais usuários da rodovia.
    Ele admite que toda a novela em relação à conclusão das obras acabou por minar completamente a credibilidade de quem possa se aventurar a anunciar os capítulos finais. Mas tem certeza de que aos poucos poderá apresentar um volume de trabalho capaz de demonstrar que finalmente agora vai. O cronograma prevê para os próximos meses a intensificação dos trabalhos até uma frente de obras em cada uma das passagens, já que está em fase final a remoção dos principais obstáculos, como desapropriações e transposição de redes de energia.
    O consórcio já deu início também aos trabalhos de limpeza, sinalização, instalação de defensas metálicas e reconformação do tráfego no trevo do Roque, de forma a orientar o tráfego para possibilitar a realização das obras sem o risco de acidentes. Na Jatuarana serão instaladas defensas e na Prudente de Morais será aberta uma frente para finalização das obras. Embora o cronograma estabeleça prazo até meados de 2016 para o fim dos trabalhos, o DNIT acredita que até o final do ano pelo menos 80% das obras estejam concluídas. O compromisso do DNIT é não permitir novas interrupções no andamento dos trabalhos até sua entrega à população da capital. Por isso os técnicos estarão atentos a qualquer eventualidade que possa interferir na sua execução.

 

Facebook Comments