BLOG DO CHA: PROFESSOR DESABRIGADO DESMENTE HERMÍNIO COELHO

acha-300x98
– O que eu gostaria é que esse infeliz não tentasse me medir por sua régua. Somos desabrigados pelas enchentes, mas não somos burros como ele pensa. Quem direito ele tem de usar meu nome sem minha autorização e publicar coisas que eu nunca disse? Eu mantenho distância da Assembleia porque os deputados envergonham a população de Rondônia. A última vez que fui até lá foi para ajudar a lavar as escadarias. Hoje acho que foi um erro: deveríamos ter lavado e desinfetado todo o plenário. Mas espero que a população dê o troco nas eleições de outubro”.
O desabafo é do professor José Tadeu de Almeida, que se diz conhecido em Porto Velho desde os tempos do futebol de várzea como “Jota do Areal”. Ele garante que nunca conversou com o presidente da Assembleia, Hermínio Coelho, cujo estilo, no entanto, conhece desde os tempos de presidente da Câmara, quando “defendia com unhas e dentes o prefeito Roberto Sobrinho – o pior que Porto Velho já teve a infelicidade de eleger. Todos sabem que ele é especialista em atacar para faturar” – disse.
“Como é que eu iria conversar com esse sujeito? E que direito ele tem de visitar o acampamento dos desabrigados e depois inventar mentiras na imprensa. Está certo que aquilo não é um hotel de luxo, mas é o possível. É ali que um monte de gente que, assim como eu, perdeu tudo com as enchentes, encontra abrigo e alimentação. O deputado queria o quê? Um spa? Ou um hotel cinco estrelas como aqueles em que se hospeda com a família e um monte de assessores nas férias, tudo pago pela Assembleia e ainda com uma montanha de diárias?”.
O professor até acredita que outra pessoa possa ter conversado com o deputado, “mas quem é conhecido como o Jota do Areal sou eu, que nunca falei com ele nem fiz qualquer crítica à situação em que nos encontramos. Como poderia? O acampamento é constantemente visitado pelas autoridades ligadas à Defesa Civil e qualquer problema seria logo registrado. É claro que não estamos ali passando férias. Todo o mundo conhece a precariedade da situação das barracas, mas pelo menos temos alimentação e abrigo”.
Jota do Areal desafia o presidente da Assembleia a apresentar quem prestou o depoimento: “pode ter sido um João ou José ou qualquer outro ‘J’ morador do Areal. Mas Jota do Areal sou eu e faço questão de deixar claro que nunca ajudei o deputado a fazer campanha política às custas da infelicidade dos desabrigados. O mais provável é que ele tenha inventado um J qualquer para fazer pose de herói. Mas isso não convence ninguém” – concluiu.

 Fonte: Blog do Cha

Facebook Comments