Bancada de Rondônia em Brasília pode ser renovada em 80%

BRASILIA-O PMDB pode perder pelo menos um parlamentar, Lúcio Mosquini, nas próximas eleições. Marcos Rogério, do DEM, pode não se reeleger e Lindomar Garçom já pode ser considerado carta fora do baralho.

Partidos estão preocupados em eleger deputados federais, mas não estão encontrando nomes para as próximas eleições. O partido mais preocupado é o PMDB que tem dois deputados em Brasília, Marinha Raupp e Lúcio Mosquini. Em nível nacional o PMDB está desgastado e corre risco de perder muitos parlamentares. De Rondônia, apenas Marinha Raupp pode ser reeleita, pela sexta vez, mas, Lúcio Mosquini corre sério risco de perder o mandato.

O deputado federal Marcos Rogério que trocou o PDT pelo DEM, é outro que corre risco de não se reeleger. Não pela sua atuação que pode ser considerada ótima. Mas, devido ao partido em que se encontra, o DEM, não encontrar outros partidos para coligar em 2018, deverá caminhar só nas eleições proporcionais.

O parlamentar mais queimado, digamos assim, é Lindomar Garçom (PRB) famoso por suas aparições em nível nacional no momento da votação do impeachment de Dilma Rousseff. Ficou marcado como papagaio de pirata. A atuação dele na Câmara Federal é pífia.

Outro deputado que está pela bola 7 é Luiz Cláudio (Progressistas). Devido a pífia atuação dele, não encontrará espaço para reeleição. É do partido de Ivo Cassol.

Nilton Capixaba (PTB) também deverá se despedir de Brasília nas próximas eleições. O eleitor já está cansado dele.

Além de Marinha Raupp, podemos afirmar que apenas Mariana Carvalho (PSDB) e Expedito Netto (PSD) deverão ser reeleitos. Mariana cresceu muito, sendo eleita pelo Congresso em Foco a melhor deputada de Rondônia. Já Expedito Netto se notabilizou por votar contra Michel Temer.

Da Redação

Facebook Comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password