33 C
Porto Velho
sexta-feira, agosto 12, 2022

Buy now

spot_img
spot_img

Autos escolas se recusam negociar convenção coletiva e SINTRADER solicito apoio da CUT

Em reunião realizada na manhã desta quinta-feira (3), na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT), o diretor do Sindicato dos Instrutores e Trabalhadores de Auto Escolas (SINTRADER), Obede…,. relatou as dificuldades que a entidade tem encontrado para estabelecer negociações com os patrões; sendo que a pauta de reivindicação da categoria foi entregue em 23/05/2017 e até momento não houve nenhuma rodada de negociação, por recusa patronal.

O diretor da CUT Itamar Ferreira, pela secretaria de organização, manteve contato telefônico com a presidente do Sindicato das Autos Escolas (SINDAR), Solange Barros Ribeiro, solicitando a abertura de diálogo. Ela informou que na última assembleia do sindicato patronal foi criado uma comissão para tratar deste assunto e solicitou que a CUT enviasse um documento oficializando o pedido de negociação. Nesta quinta-feira mesmo já foi encaminhado o ofício 050/2017/CUT-RO ao SINDAR, requerendo a abertura de negociações.

A Central Sindical alertou o SINDAR que a postura de se recusar a negociar com o SINTRADER causará insatisfação nos trabalhadores, podendo resultar em conflitos, como greve; ressaltando que na atualidade o que se espera de patrões e empregados é busquem ao máximo esgotar a via negocial para solução de conflitos, o que só possível mediante intenso diálogo e negociação.

O dirigente da CUT destacou, também, que “a persistir a recusa em negociar, se tornará necessário a busca de mediação junto ao Ministério do Trabalho; bem como, poderá resultar em Dissídio Coletivos e/ou de Greve junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT)”. Outra questão importante esclarecida pela CUT no documento enviado ao SINDAR é “o que o SINTRADER está em fase de regularização sindical; todavia, sua legitimidade sindical será suprida complementarmente pela Confederação CONTRACS e pela CUT, que constarão no polo ativo de eventuais Dissídios.”

Para início das negociações a CUT apresentou uma proposta de calendário inicial de negociações com três reuniões, com intervalos não superiores a uma semana. Para Obede… “este apoio da CUT e da Confederação CONTRACS será fundamental para que os instrutores e trabalhadores de auto escolas possam conquistar sua primeira Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) em Rondônia”.

Fonte: SINTRADER-CUT

Related Articles

REDES SOCIAIS

0FansLike
3,431FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Advertisement -

Latest Articles